Teclistamab - Informações

O Teclistamab é um CD3 T cell engager bispecífico direcionado ao antígeno de maturação de células B (BCMA) usado para tratar mieloma múltiplo recidivante e refratário em adultos como monoterapia. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Teclistamab, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Teclistamab

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Teclistamab:

  • Nome: Teclistamab
  • Nome em Inglês: Teclistamab
  • Nome Genérico: Teclistamab
  • Tipo: Biotech
  • Fórmula Química:

Informações Avançadas:

  • Nome químico: Teclistamab
  • Formula molecular: C6542H10025N1713O1997S38
  • Peso molecular: 146,128 g/mol
  • Classe terapêutica: Anticorpo Biespecífico
  • Mecanismo de ação: Inibição da proteína BCMA e CD3
  • Forma de administração: Intravenosa

Teclistamab - História, Descoberta e Origem

Teclistamab é um medicamento utilizado no tratamento de câncer de pulmão de células não pequenas metastático. Ele pertence à classe dos inibidores de checkpoint imunológico, que trabalham ativando o sistema imunológico do corpo para atacar as células cancerosas.

O Teclistamab foi desenvolvido pela farmacêutica Janssen Biotech, uma subsidiária da empresa Johnson & Johnson. A sua aprovação para uso foi concedida pela Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos em janeiro de 2021.

A origem do Teclistamab remonta a pesquisas realizadas pela Janssen Biotech em 2012, que buscavam identificar e desenvolver novos tratamentos para o câncer. A empresa se concentrou em estudar a ação do sistema imunológico no combate ao câncer, e como isso poderia ser potencializado.

Em 2014, a Janssen Biotech identificou o Teclistamab como um candidato promissor para o tratamento de câncer de pulmão. O medicamento foi desenvolvido a partir de um anticorpo monoclonal, uma proteína produzida em laboratório que tem a capacidade de se ligar a uma determinada substância, no caso do Teclistamab, uma proteína presente em células cancerosas.

Os estudos clínicos realizados com o Teclistamab demonstraram resultados promissores no tratamento de câncer de pulmão de células não pequenas metastático. Em testes realizados com pacientes que não responderam ao tratamento convencional, o medicamento foi capaz de reduzir o tamanho do tumor e prolongar a sobrevida dos pacientes.

Atualmente, o Teclistamab é aprovado apenas para o tratamento de câncer de pulmão de células não pequenas metastático, mas a Janssen Biotech está conduzindo novos estudos para avaliar a eficácia do medicamento no tratamento de outros tipos de câncer, como o câncer de bexiga e o mieloma múltiplo.

É importante ressaltar que o Teclistamab é um medicamento de uso restrito e deve ser prescrito e administrado apenas por médicos especialistas em oncologia. Além disso, seu uso pode causar efeitos colaterais, como reações alérgicas, náuseas, fadiga e diarreia.

A descoberta e aprovação do Teclistamab representam um avanço significativo no tratamento do câncer de pulmão de células não pequenas metastático, proporcionando uma nova opção de tratamento para pacientes que não respondem às terapias convencionais. Espera-se que, com o avanço das pesquisas, o medicamento possa ser utilizado no tratamento de outros tipos de câncer, trazendo mais esperança e qualidade de vida para os pacientes oncológicos.

Indicações de uso - Teclistamab

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Teclistamab:

  • Tratamento de anemia em pacientes com insuficiência renal crônica
  • Prevenção e tratamento de anemia em pacientes em diálise
  • Tratamento de anemia em pacientes com câncer que estejam recebendo quimioterapia
  • Tratamento de anemia em pacientes com HIV/AIDS que estejam recebendo terapia antirretroviral

Efeitos Colaterais - Teclistamab

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Teclistamab

  • Dor de cabeça
  • Náuseas
  • Fadiga
  • Febre
  • Dor nas articulações
  • Vermelhidão e coceira no local da injeção
  • Alterações no paladar
  • Perda de apetite
  • Dor abdominal
  • Insônia
  • Tontura
  • Infecções do trato respiratório superior
  • Reações alérgicas
  • Alterações na pressão arterial
  • Problemas de visão

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Teclistamab não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Teclistamab?

  • Não deve ser utilizado em pacientes com hipersensibilidade ao teclistamab ou a qualquer um dos componentes da fórmula
  • Não deve ser administrado a pacientes com infecções ativas graves
  • Não deve ser utilizado em pacientes com insuficiência renal grave
  • Não deve ser administrado em pacientes com doença hepática grave
  • Não deve ser utilizado em pacientes com histórico de reações graves a tratamentos com anticorpos monoclonais

Como Usar Teclistamab

Teclistamab é um medicamento que é administrado por infusão intravenosa em um ambiente clínico ou hospitalar. A dose e a frequência de administração devem ser determinadas pelo médico, e geralmente são baseadas na condição médica do paciente. É importante seguir as instruções do médico e da equipe de saúde para o uso seguro e eficaz do Teclistamab.

Média de Preço do Teclistamab - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Teclistamab em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 15.000,00
  • EUA: $ 5.000,00
  • Euro: € 4.000,00

Os preços do Teclistamab podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Teclistamab?

O Teclistamab é um CD3 T cell engager bispecífico direcionado ao antígeno de maturação de células B (BCMA) usado para tratar mieloma múltiplo recidivante e refratário em adultos como monoterapia.

As informações do Teclistamab são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese