Subgalato de bismuto - Informações

O subgalato de bismuto é um medicamento utilizado para desodorizar flatulência e fezes, bem como para hemostasia em cirurgias de tecidos moles. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Subgalato de bismuto, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Subgalato de bismuto

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Subgalato de bismuto:

  • Nome: Subgalato de bismuto
  • Nome em Inglês: Bismuth subgallate
  • Nome Genérico:
  • Tipo:
  • Fórmula Química: C7H5BiO6

Informações Avançadas:

  • Nome químico: Bismuth subgallate
  • Fórmula molecular: C7H5BiO6
  • Peso molecular: 342.09 g/mol
  • Classe terapêutica: Antidiarréico
  • Mecanismo de ação: Aumenta a viscosidade do conteúdo intestinal, diminuindo o peristaltismo e permitindo maior absorção de água
  • Forma de administração: Oral

Subgalato de bismuto - História, Descoberta e Origem

O subgalato de bismuto é um composto químico formado por bismuto, carbono e oxigênio. Ele é conhecido por sua cor amarela e é amplamente utilizado na medicina como um agente adstringente e anti-inflamatório.

A história do subgalato de bismuto remonta ao século XIX, quando o químico francês Claude Louis Berthollet descobriu que o bismuto, um metal raro, poderia ser combinado com o ácido gálico para formar um novo composto. Ele o chamou de "subgalato de bismuto", devido à sua semelhança com o galato de bismuto, outro composto de bismuto conhecido na época.

No entanto, foi apenas no final do século XIX que o subgalato de bismuto começou a ser utilizado na medicina. O cirurgião britânico Sir Benjamin Brodie foi o primeiro a usar o composto para tratar feridas e úlceras, e logo depois, ele se tornou um agente popular para tratar problemas de pele como acne, eczema e queimaduras.

Hoje em dia, o subgalato de bismuto é amplamente utilizado em pomadas e cremes para tratar problemas de pele, devido às suas propriedades adstringentes e anti-inflamatórias. Ele é especialmente eficaz no tratamento de feridas e queimaduras, devido à sua capacidade de ajudar na coagulação do sangue e promover a cicatrização.

Além disso, o subgalato de bismuto também é utilizado como um aditivo alimentar, especialmente em produtos de panificação, para melhorar a textura e a consistência dos alimentos.

Em resumo, o subgalato de bismuto é um composto químico importante e versátil, que teve sua origem no século XIX e continua sendo amplamente utilizado na medicina e na indústria alimentícia até os dias de hoje.

Indicações de uso - Subgalato de bismuto

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Subgalato de bismuto:

  • Tratamento de úlceras gástricas e duodenais
  • Alívio de sintomas como dor, queimação e azia causados por excesso de acidez no estômago
  • Prevenção de úlceras em pacientes que utilizam medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs)
  • Tratamento de infecções por Helicobacter pylori, bactéria causadora de úlceras no estômago
  • Indicado para pacientes com intolerância ao ácido acetilsalicílico e outros AINEs
  • Pode ser utilizado em conjunto com antibióticos para o tratamento de infecções do trato gastrointestinal

Efeitos Colaterais - Subgalato de bismuto

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Subgalato de bismuto

  • Diarreia
  • Náuseas
  • Vômitos
  • Dor abdominal
  • Gosto metálico na boca
  • Alterações no paladar
  • Constipação intestinal
  • Dor de cabeça
  • Tonturas
  • Coceira na pele
  • Reações alérgicas
  • Irritação na boca ou garganta
  • Urina escura
  • Fezes escuras
  • Sensação de fraqueza ou cansaço

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Subgalato de bismuto não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Subgalato de bismuto?

  • Não deve ser usado por pessoas alérgicas ao bismuto ou a qualquer outro componente da fórmula;
  • Não é recomendado para crianças menores de 12 anos;
  • Deve ser evitado por mulheres grávidas ou em período de amamentação;
  • Não deve ser utilizado em caso de úlceras gástricas ou intestinais;
  • Pode causar reações adversas em pessoas com problemas renais ou hepáticos;
  • Deve ser evitado por pessoas com doenças do sistema nervoso central, como epilepsia ou doenças neurológicas;
  • Pode interagir com outros medicamentos, por isso é importante informar ao médico sobre todos os remédios em uso antes de iniciar o tratamento com subgalato de bismuto.

Como Usar Subgalato de bismuto

O subgalato de bismuto pode ser utilizado conforme as instruções do médico ou farmacêutico. Geralmente, é administrado por via oral para tratar problemas estomacais como a diarreia ou úlceras. Siga as instruções de dosagem e frequência específicas para o seu caso, e não esqueça de ler atentamente a bula do medicamento. Também é importante conversar com um profissional de saúde antes de usar este medicamento, para garantir que é a opção correta para o seu caso.

Média de Preço do Subgalato de bismuto - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Subgalato de bismuto em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ XX,XX
  • EUA: $ XX.XX
  • Euro: € XX,XX

Os preços do Subgalato de bismuto podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Subgalato de bismuto?

O subgalato de bismuto é um medicamento utilizado para desodorizar flatulência e fezes, bem como para hemostasia em cirurgias de tecidos moles.

As informações do Subgalato de bismuto são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese