Sertralina - Informações

A sertralina é um inibidor seletivo da recaptação de serotonina (ISRS) indicado para tratar transtorno depressivo maior, transtorno de ansiedade social e muitas outras condições psiquiátricas. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Sertralina, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Sertralina

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Sertralina:

  • Nome: Sertralina
  • Nome em Inglês: Sertraline
  • Nome Genérico: Sertraline
  • Tipo: Small Molecule
  • Fórmula Química: C17H17Cl2N

Informações Avançadas:

  • Nome químico: Cloridrato de sertralina
  • Formula molecular: C17H17Cl2N
  • Peso molecular: 306.2 g/mol
  • Classe terapêutica: Antidepressivo seletivo da recaptação de serotonina (ISRS)
  • Mecanismo de ação: Inibição seletiva da recaptação de serotonina
  • Forma de administração: Oral

Sertralina - História, Descoberta e Origem

Sertralina é um medicamento utilizado no tratamento de vários transtornos psiquiátricos, como depressão, transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), transtorno do pânico, transtorno de ansiedade social e transtorno do estresse pós-traumático. É conhecido comercialmente como Zoloft, Serenata, Assert, entre outros.

A sertralina foi desenvolvida e patenteada pela empresa farmacêutica Pfizer na década de 1970, sendo aprovada para uso médico em 1991 nos Estados Unidos. No Brasil, o medicamento foi registrado em 2000 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

A história da sertralina teve início com a descoberta da fluoxetina, o primeiro antidepressivo da classe dos inibidores seletivos de recaptação de serotonina (ISRS). A partir dessa descoberta, pesquisadores começaram a investigar outras substâncias com mecanismos de ação semelhantes.

A sertralina foi sintetizada em 1977 pelo químico Albert Weissmann, que trabalhava na Pfizer. Inicialmente, a substância foi testada como um potencial antibiótico, mas não apresentou resultados satisfatórios. Mais tarde, em 1983, a sertralina foi redescoberta por pesquisadores que buscavam novos antidepressivos.

O mecanismo de ação da sertralina é semelhante ao da fluoxetina, inibindo seletivamente a recaptação da serotonina no cérebro. A serotonina é um neurotransmissor que regula o humor, sono, apetite, entre outras funções. Ao aumentar os níveis de serotonina no cérebro, a sertralina ajuda a melhorar o humor e reduzir os sintomas de depressão e outros transtornos psiquiátricos.

A sertralina é considerada um dos antidepressivos mais seguros e eficazes disponíveis atualmente. Seu uso deve ser sempre prescrito e acompanhado por um médico, pois pode causar efeitos colaterais como náuseas, tonturas, insônia e alterações na libido.

Apesar de ser um medicamento amplamente utilizado e comprovadamente eficaz, a sertralina pode causar dependência e síndrome de abstinência em alguns casos. Por isso, é importante seguir as orientações do médico e não interromper o tratamento sem acompanhamento adequado.

Em resumo, a sertralina é um medicamento importante para o tratamento de diversos transtornos psiquiátricos, sendo resultado de anos de pesquisa e descoberta de novas substâncias com potencial terapêutico. Seu uso deve ser sempre acompanhado por um profissional de saúde qualificado, garantindo assim a segurança e eficácia do tratamento.

Indicações de uso - Sertralina

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Sertralina:

  • Tratamento da depressão;
  • Tratamento do transtorno obsessivo-compulsivo;
  • Tratamento do transtorno do pânico;
  • Tratamento do transtorno de estresse pós-traumático;
  • Tratamento do transtorno de ansiedade social;
  • Tratamento da síndrome pré-menstrual;
  • Tratamento do transtorno disfórico pré-menstrual;
  • Tratamento da bulimia nervosa;
  • Tratamento do transtorno de estresse pós-parto;
  • Tratamento da fobia social;
  • Tratamento da síndrome do pânico com agorafobia;
  • Tratamento do transtorno de ansiedade generalizada;
  • Tratamento da dor neuropática crônica;
  • Tratamento do transtorno de ansiedade misto-depressivo;
  • Tratamento da ejaculação precoce;
  • Tratamento da fibromialgia;
  • Tratamento do transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH);
  • Prevenção de enxaquecas;
  • Tratamento da síndrome de Tourette;
  • Tratamento do transtorno de ansiedade de separação em crianças;
  • Tratamento da síndrome de Gilles de la Tourette;
  • Tratamento do transtorno de ansiedade de separação em crianças;
  • Tratamento da bulimia nervosa;
  • Tratamento do transtorno de estresse pós-traumático;
  • Tratamento do transtorno de estresse pós-parto;
  • Tratamento do transtorno de ansiedade generalizada em crianças;
  • Tratamento da síndrome do pânico em crianças;
  • Tratamento da síndrome de ansiedade em crianças com autismo.

Efeitos Colaterais - Sertralina

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Sertralina

  • Dor de cabeça
  • Náusea
  • Diarreia
  • Boca seca
  • Insônia
  • Tontura
  • Fadiga
  • Perda de apetite
  • Ansiedade
  • Agitação
  • Suor excessivo
  • Visão turva
  • Alterações no sono
  • Diminuição da libido
  • Alterações no peso
  • Irritação na pele
  • Aumento da pressão arterial
  • Alterações no ciclo menstrual
  • Confusão mental
  • Palpitações
  • Alterações no paladar
  • Sensação de fraqueza
  • Alterações no desejo sexual
  • Alterações no humor
  • Desmaios

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Sertralina não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Sertralina?

  • Uso concomitante com inibidores da MAO
  • Hipersensibilidade à sertralina ou outros componentes da fórmula
  • Uso em pacientes menores de 18 anos
  • Uso em pacientes com histórico de convulsões
  • Uso em pacientes com glaucoma de ângulo fechado
  • Uso em pacientes com insuficiência hepática grave
  • Uso em pacientes com insuficiência renal grave
  • Uso em pacientes com transtornos hemorrágicos ou que estejam em uso de medicamentos anticoagulantes
  • Uso em pacientes que estejam em tratamento com outros medicamentos que aumentem os níveis de serotonina

Como Usar Sertralina

A sertralina é um medicamento prescrito para tratar distúrbios de ansiedade, depressão, transtorno obsessivo-compulsivo e transtorno de estresse pós-traumático. Para usar a sertralina corretamente, é importante seguir as instruções do médico e a bula do medicamento. Geralmente, a sertralina é tomada uma vez ao dia, com ou sem alimentos, e a dose é determinada pelo médico com base nas necessidades individuais do paciente. É importante não interromper o uso da sertralina sem consultar um médico, pois a interrupção brusca pode causar efeitos colaterais. Além disso, é importante evitar o consumo de álcool enquanto estiver tomando sertralina, pois isso pode aumentar os efeitos colaterais. Sempre consulte um médico ou farmacêutico para obter informações mais detalhadas sobre como usar a sertralina corretamente.

Média de Preço do Sertralina - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Sertralina em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 34,00 por caixa de 30 comprimidos
  • EUA: $25,00 por caixa de 30 comprimidos
  • Euro: €20,00 por caixa de 30 comprimidos

Os preços do Sertralina podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Sertralina?

A sertralina é um inibidor seletivo da recaptação de serotonina (ISRS) indicado para tratar transtorno depressivo maior, transtorno de ansiedade social e muitas outras condições psiquiátricas.

As informações do Sertralina são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese