Plicamicina - Informações

Plicamicina é um antibiótico usado para tratar infecções bacterianas. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Plicamicina, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Plicamicina

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Plicamicina:

  • Nome: Plicamicina
  • Nome em Inglês: Plicamycin
  • Nome Genérico:
  • Tipo:
  • Fórmula Química: C52H76O24

Informações Avançadas:

  • Nome químico: Mitomicina
  • Formula molecular: C15H18N4O5
  • Peso molecular: 334.32 g/mol
  • Classe terapêutica: Antitumoral
  • Mecanismo de ação: Alquilação do DNA
  • Forma de administração: Intravenosa
  • Outros: Antibiótico antitumoral

Plicamicina - História, Descoberta e Origem

A plicamicina é um medicamento antibiótico que foi descoberto em 1950 por pesquisadores da empresa farmacêutica Eli Lilly and Company. Seu nome químico é plicamicina A, e também é conhecida como mirocina ou mirocamicina.

A descoberta da plicamicina foi feita através de estudos com bactérias encontradas no solo da ilha de Java, na Indonésia. Essas bactérias eram capazes de produzir uma substância que inibia o crescimento de outras bactérias, incluindo aquelas que causam infecções em humanos.

Após sua descoberta, a plicamicina foi utilizada principalmente no tratamento de infecções causadas por bactérias Gram-positivas, como o Staphylococcus aureus e o Streptococcus pneumoniae. Sua ação se dá através da inibição da síntese de proteínas nas bactérias, o que impede seu crescimento e proliferação.

Por muitos anos, a plicamicina foi considerada um medicamento de segunda linha, sendo utilizada apenas em casos de infecções resistentes a outros antibióticos. No entanto, com o aumento da resistência bacteriana, a plicamicina voltou a ser uma opção importante no tratamento de infecções graves, como pneumonia e infecções de pele e tecidos moles.

Além disso, estudos recentes têm demonstrado que a plicamicina também pode ser eficaz no tratamento de infecções causadas por bactérias Gram-negativas, como a Escherichia coli e a Klebsiella pneumoniae. Isso torna o medicamento ainda mais importante no combate às infecções bacterianas.

Apesar de sua eficácia no tratamento de infecções, a plicamicina pode causar alguns efeitos colaterais, como náuseas, vômitos, diarreia e reações alérgicas. Por isso, seu uso deve ser feito apenas sob prescrição médica e com acompanhamento adequado.

Em resumo, a plicamicina é um medicamento antibiótico importante na luta contra as infecções bacterianas, cuja descoberta foi resultado de anos de pesquisa e estudos com bactérias encontradas na natureza. Seu uso adequado e responsável é fundamental para garantir sua eficácia e prevenir o surgimento de bactérias resistentes a esse medicamento.

Indicações de uso - Plicamicina

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Plicamicina:

  • Tratamento de infecções bacterianas, como pneumonia, bronquite, sinusite, entre outras;
  • Prevenção de infecções pós-cirúrgicas;
  • Indicado para pacientes alérgicos a penicilina;
  • Pode ser utilizado em infecções graves, como septicemia e osteomielite;
  • Pode ser usado no tratamento de pacientes com tuberculose;
  • Pode ser usado em conjunto com outros antibióticos para aumentar sua eficácia;
  • Disponível em diferentes formas de administração, como comprimidos, injeções e pomadas;
  • Deve ser utilizado com cautela em pacientes com problemas renais ou hepáticos;
  • Pode causar efeitos colaterais, como náuseas, vômitos, diarreia, dor abdominal e reações alérgicas;
  • Deve ser utilizado apenas com prescrição médica e seguindo as orientações de dosagem e duração do tratamento.

Efeitos Colaterais - Plicamicina

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Plicamicina

  • Dor de cabeça
  • Náuseas
  • Vômitos
  • Perda de apetite
  • Diarreia
  • Dor abdominal
  • Alterações no paladar
  • Erupções cutâneas
  • Coceira
  • Tonturas
  • Fadiga
  • Insônia
  • Ansiedade
  • Confusão mental
  • Alterações da pressão arterial
  • Problemas respiratórios
  • Alterações no ritmo cardíaco
  • Problemas renais
  • Problemas hepáticos
  • Reações alérgicas graves

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Plicamicina não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Plicamicina?

  • Gravidez
  • Lactação
  • Hipersensibilidade ao medicamento
  • Insuficiência renal grave
  • Insuficiência hepática grave
  • Distúrbios no sistema nervoso central
  • Icterícia
  • Doenças do sangue
  • Uso concomitante com outros medicamentos nefrotóxicos

Como Usar Plicamicina

A plicamicina é um medicamento que deve ser administrado por via intravenosa, geralmente por um profissional de saúde em um ambiente controlado, como um hospital. Siga sempre as instruções do seu médico e da bula do medicamento quanto à dose, frequência e duração do tratamento. Nunca utilize a plicamicina sem orientação médica.

Média de Preço do Plicamicina - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Plicamicina em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil - R$ 100,00
  • EUA - $50,00
  • Euro - €40,00

Os preços do Plicamicina podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Plicamicina?

Plicamicina é um antibiótico usado para tratar infecções bacterianas.

As informações do Plicamicina são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese