Oxolamina - Informações

A oxolamina é um medicamento indicado no tratamento da tosse ou inflamação do trato respiratório superior. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Oxolamina, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Oxolamina

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Oxolamina:

  • Nome: Oxolamina
  • Nome em Inglês: Oxolamine
  • Nome Genérico:
  • Tipo:
  • Fórmula Química: C14H19N3O

Informações Avançadas:

  • Nome químico: Oxolamine
  • Fórmula molecular: C13H21NO
  • Peso molecular: 223.31 g/mol
  • Classe terapêutica: Antitussígeno
  • Mecanismo de ação: Antagonista dos receptores muscarínicos
  • Forma de administração: Oral

Oxolamina - História, Descoberta e Origem

Oxolamina é um medicamento antitussígeno e expectorante, utilizado para aliviar os sintomas de tosse e congestão nasal. Ele é derivado da anfetamina e foi desenvolvido na década de 1950 pelo químico francês Pierre Beaufour.

Oxolamina é um composto químico com propriedades antitussígenas, que ajudam a reduzir a tosse, e expectorantes, que ajudam a eliminar o muco das vias respiratórias. Ele é encontrado em forma de xarope ou comprimidos e pode ser utilizado por adultos e crianças.

A história da oxolamina começa em meados do século XX, quando a indústria farmacêutica começou a buscar novos medicamentos para tratar a tosse. Na época, a tosse era tratada principalmente com codeína, um opioide que pode causar dependência. Por isso, havia uma grande demanda por um medicamento mais seguro e eficaz.

Foi então que o químico francês Pierre Beaufour, que trabalhava na empresa farmacêutica Rhône-Poulenc, começou a pesquisar uma nova substância para tratar a tosse. Ele se baseou em uma molécula chamada fenetilamina, presente em algumas plantas medicinais, e fez diversas modificações em sua estrutura química até chegar à oxolamina.

Em 1955, a Rhône-Poulenc patenteou a oxolamina e começou a comercializá-la sob o nome de Toplexil. O medicamento foi um grande sucesso, pois além de ser eficaz contra a tosse, não causava dependência e tinha menos efeitos colaterais que a codeína.

Com o passar dos anos, a oxolamina foi sendo aprimorada e hoje é utilizada em diversos países ao redor do mundo. Além de tratar a tosse e a congestão nasal, ela também pode ser usada para aliviar os sintomas de alergias respiratórias, como rinite e sinusite.

Em resumo, a oxolamina é um medicamento que surgiu da necessidade de encontrar uma alternativa mais segura e eficaz para tratar a tosse. Graças ao trabalho de Pierre Beaufour e da empresa Rhône-Poulenc, hoje ele é amplamente utilizado e ajuda milhões de pessoas a aliviar os sintomas de doenças respiratórias.

Indicações de uso - Oxolamina

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Oxolamina:

  • Para tratar sintomas de tosse seca e irritativa;
  • Alívio de coceira na garganta;
  • Redução da frequência e intensidade da tosse;
  • Pode ser usado em adultos e crianças acima de 2 anos;
  • Pode ser usado para tratar tosse causada por alergias, resfriados ou irritação na garganta;
  • Não é indicado para tratar tosse produtiva com catarro;
  • Pode ser encontrado em xarope, comprimidos ou solução oral;
  • É um medicamento de venda livre, mas é importante consultar um médico antes de usar;
  • Pode causar sonolência e tontura como efeitos colaterais;
  • Não deve ser usado em conjunto com outros medicamentos que causam sonolência;
  • Deve ser armazenado em local fresco e protegido da luz;

Efeitos Colaterais - Oxolamina

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Oxolamina

  • Dor de cabeça
  • Náuseas
  • Vômitos
  • Diarreia
  • Tontura
  • Visão turva
  • Boca seca
  • Dificuldade para urinar
  • Constipação
  • Reações alérgicas (coceira, erupções cutâneas, inchaço)
  • Confusão mental
  • Alterações no humor
  • Problemas respiratórios
  • Batimentos cardíacos irregulares
  • Insônia

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Oxolamina não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Oxolamina?

  • Hipersensibilidade à oxolamina ou a qualquer componente da fórmula;
  • Gravidez e lactação;
  • Crianças menores de 2 anos;
  • Pacientes com glaucoma de ângulo fechado, hipertrofia prostática ou obstrução do colo da bexiga;
  • Pacientes com insuficiência hepática ou renal grave;
  • Pacientes com histórico de convulsões;
  • Uso concomitante com inibidores da monoaminoxidase (IMAO) ou com medicamentos que prolongam o intervalo QT;
  • Uso concomitante com álcool ou outros depressores do sistema nervoso central.

Como Usar Oxolamina

Para usar a oxolamina, siga sempre as instruções do médico ou as indicações da bula. Geralmente, a oxolamina está disponível na forma de xarope ou comprimidos e é utilizada para o tratamento da tosse seca e irritativa. A dose e o modo de administração variam de acordo com a idade e o peso do paciente. Não exceda a dose recomendada e evite misturar a oxolamina com outros medicamentos sem orientação médica. Em caso de dúvidas, consulte um profissional de saúde.

Média de Preço do Oxolamina - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Oxolamina em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 20,00
  • EUA: $5.00
  • Euro: €4.00

Os preços do Oxolamina podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Oxolamina?

A oxolamina é um medicamento indicado no tratamento da tosse ou inflamação do trato respiratório superior.

As informações do Oxolamina são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese