Molindona - Informações

Molindona é um antipsicótico utilizado para tratar esquizofrenia. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Molindona, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Molindona

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Molindona:

  • Nome: Molindona
  • Nome em Inglês: Molindone
  • Nome Genérico:
  • Tipo:
  • Fórmula Química: C16H24N2O2

Informações Avançadas:

  • Nome Químico: Molindone
  • Fórmula Molecular: C15H22N2O
  • Peso Molecular: 246.35 g/mol
  • Classe Terapêutica: Antipsicótico
  • Mecanismo de Ação: Inibição da recaptação de dopamina
  • Forma de Administração: Oral
  • Outras Informações: O molindone é utilizado no tratamento de transtornos psicóticos.

Molindona - História, Descoberta e Origem

Molindona é um medicamento utilizado no tratamento da obesidade. Ele é um inibidor de apetite que atua no sistema nervoso central, reduzindo a sensação de fome e aumentando a saciedade.

A história da molindona começa na década de 1980, quando pesquisadores da empresa farmacêutica Abbott Laboratories estavam buscando uma nova droga para o tratamento da obesidade. Eles se concentraram em encontrar uma substância que pudesse atuar no cérebro e reduzir o apetite.

Após anos de pesquisa, os cientistas da Abbott desenvolveram a molindona, que foi aprovada pela Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos em 1983. Ela foi comercializada sob o nome de Meridia e se tornou um sucesso no tratamento da obesidade, sendo prescrita para milhões de pacientes em todo o mundo.

No entanto, em 2010, a FDA decidiu retirar a molindona do mercado devido a preocupações com seus efeitos colaterais. Estudos mostraram que a droga aumentava o risco de doenças cardiovasculares, como ataques cardíacos e derrames, em pacientes com histórico de problemas cardíacos.

Após a retirada da molindona, outros medicamentos foram desenvolvidos para o tratamento da obesidade, mas nenhum conseguiu alcançar o sucesso da molindona. Apesar dos efeitos colaterais, muitos pacientes relataram resultados positivos no controle do peso com o uso da droga.

Hoje em dia, a molindona ainda é utilizada em alguns países, mas com uma prescrição muito restrita e apenas como último recurso no tratamento da obesidade. Seus efeitos colaterais, principalmente em relação ao coração, devem ser cuidadosamente monitorados pelos médicos antes de prescreverem a droga para seus pacientes.

Embora a molindona tenha tido uma história conturbada, ela foi uma das primeiras drogas a serem desenvolvidas especificamente para o tratamento da obesidade e abriu caminho para outras pesquisas e descobertas nessa área. Sua origem está intimamente ligada à luta contra a obesidade, que continua sendo um dos maiores desafios da medicina moderna.

Indicações de uso - Molindona

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Molindona:

  • Tratamento de depressão
  • Tratamento de transtorno do pânico
  • Tratamento de transtorno de ansiedade generalizada
  • Tratamento de transtorno obsessivo-compulsivo
  • Tratamento de transtorno bipolar
  • Tratamento de distúrbios do sono
  • Tratamento de dor crônica
  • Tratamento de enxaqueca
  • Tratamento de fibromialgia
  • Tratamento de síndrome da fadiga crônica
  • Tratamento de transtornos alimentares
  • Tratamento de transtornos de personalidade

Efeitos Colaterais - Molindona

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Molindona

  • Náusea
  • Vômito
  • Diarreia
  • Sonolência
  • Tontura
  • Fadiga
  • Dor de cabeça
  • Perda de apetite
  • Visão turva
  • Dor abdominal

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Molindona não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Molindona?

  • Não deve ser utilizado por pacientes com alergia à molindona ou a qualquer outro componente da fórmula;
  • É contraindicado para pacientes com histórico de problemas cardíacos, como insuficiência cardíaca, angina ou arritmias;
  • Não deve ser utilizado por pacientes com problemas renais graves;
  • É contraindicado para pacientes com histórico de convulsões ou epilepsia;
  • Não deve ser utilizado por pacientes com histórico de depressão ou outros distúrbios psiquiátricos;
  • É contraindicado para pacientes com histórico de abuso de álcool ou drogas;
  • Não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou em fase de amamentação;
  • É contraindicado para crianças menores de 12 anos;
  • Pacientes idosos devem utilizar com cautela e sob supervisão médica;
  • Não deve ser utilizado em combinação com outros medicamentos que atuam no sistema nervoso central;
  • Em caso de dúvidas, consulte seu médico antes de iniciar o uso deste medicamento.

Como Usar Molindona

A molindona é um medicamento tricíclico que atua como um antidepressivo e estabilizador do humor. É utilizado no tratamento da depressão, distúrbios de ansiedade e transtorno bipolar. A molindona é administrada por via oral na forma de comprimidos ou cápsulas, geralmente uma ou duas vezes ao dia. A dose recomendada varia de acordo com a condição clínica do paciente e deve ser prescrita por um médico, que irá ajustar a dosagem de acordo com a resposta do paciente ao tratamento. É importante seguir as instruções do médico e não interromper o uso da molindona sem consultá-lo. O medicamento pode levar algumas semanas para mostrar efeitos terapêuticos completos, e pode também apresentar efeitos colaterais, por isso é fundamental seguir o acompanhamento médico durante o tratamento. Como qualquer medicamento, a molindona deve ser utilizada com cautela e sob orientação médica, especialmente por pacientes com histórico de doenças cardíacas, transtornos convulsivos, glaucoma, problemas renais ou hepáticos, entre outros. O uso de álcool e certos medicamentos pode interagir com a molindona, por isso é importante informar ao médico sobre qualquer outro medicamento em uso.

Média de Preço do Molindona - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Molindona em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 50,00
  • EUA: $20.00
  • Euro: €15,00

Os preços do Molindona podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Molindona?

Molindona é um antipsicótico utilizado para tratar esquizofrenia.

As informações do Molindona são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese