Metescopolamina - Informações

A Metescopolamina é um composto químico utilizado como anticolinérgico. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Metescopolamina, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Metescopolamina

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Metescopolamina:

  • Nome: Metescopolamina
  • Nome em Inglês: Methscopolamine
  • Nome Genérico:
  • Tipo:
  • Fórmula Química: C18H24NO4

Informações Avançadas:

  • Nome Químico: metescopolamina
  • Formula Molecular: C18H26NO4
  • Peso Molecular: 506.40 g/mol
  • Classe Terapêutica: Anticolinérgico
  • Mecanismo da Ação: Bloqueio dos receptores muscarínicos
  • Forma de Administração: Oral, intramuscular

Metescopolamina - História, Descoberta e Origem

Metescopolamina, também conhecida como hioscina metilbrometo, é um medicamento utilizado como anticolinérgico e antiespasmódico. Sua origem remonta à planta Atropa belladonna, também conhecida como beladona ou erva-moura.

A beladona é uma planta perene que pode ser encontrada na Europa, Ásia e América do Norte. Ela é conhecida por suas flores roxas e frutas vermelhas, mas são suas folhas que contêm a substância ativa responsável pelos efeitos medicinais: a escopolamina.

A escopolamina é um alcaloide que age no sistema nervoso central, bloqueando os receptores muscarínicos da acetilcolina, um neurotransmissor responsável por diversos processos no corpo, como contração muscular, salivação e secreção de suco gástrico. Ao inibir a ação da acetilcolina, a escopolamina promove relaxamento muscular e reduz a produção de secreções, aliviando espasmos e cólicas intestinais.

A partir da escopolamina, foram desenvolvidas diversas outras substâncias, como a metescopolamina, que apresenta uma estrutura química ligeiramente diferente, mas com propriedades semelhantes. Ela é obtida por meio da metilação da escopolamina, processo que adiciona um grupo metil à molécula, tornando-a mais potente e de ação mais rápida.

A metescopolamina é indicada para o tratamento de espasmos gastrointestinais, cólicas biliares e renais, além de ser utilizada como pré-medicação em procedimentos cirúrgicos para reduzir a produção de secreções salivares e bronquiais. Também pode ser usada em conjunto com outros medicamentos para o tratamento de náuseas e vômitos.

Apesar de ser um medicamento bastante eficaz, a metescopolamina pode causar efeitos colaterais, como boca seca, visão turva, constipação intestinal e retenção urinária. Por isso, é importante seguir as orientações médicas e não utilizar o medicamento por longos períodos sem supervisão.

Em resumo, a metescopolamina é um medicamento derivado da planta beladona, que age no sistema nervoso central para promover relaxamento muscular e aliviar espasmos e cólicas. Seu uso deve ser feito com cautela e seguindo as indicações médicas para evitar efeitos colaterais indesejados.

Indicações de uso - Metescopolamina

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Metescopolamina:

  • Para tratar náuseas e vômitos;
  • Para tratar espasmos musculares;
  • Para reduzir a salivação excessiva;
  • Para tratar a síndrome do intestino irritável;
  • Para aliviar os sintomas de enxaqueca;
  • Para diminuir a sudorese excessiva;
  • Para auxiliar no tratamento de doenças do trato gastrointestinal;
  • Para tratar o tontura e vertigem;
  • Para auxiliar no tratamento de distúrbios do movimento, como a doença de Parkinson;
  • Para relaxar os músculos do trato urinário, auxiliando no tratamento de problemas de bexiga hiperativa;
  • Para tratar a cinetose (enjoo durante viagens);
  • Para ajudar no controle da transpiração excessiva nas mãos, pés e axilas.

Efeitos Colaterais - Metescopolamina

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Metescopolamina

  • Dor de cabeça
  • Tontura
  • Náusea
  • Boca seca
  • Visão turva
  • Sensibilidade à luz
  • Confusão mental
  • Constipação
  • Dificuldade para urinar
  • Sonolência

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Metescopolamina não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Metescopolamina?

  • Uso em pacientes com glaucoma.
  • Uso em pacientes com hipertensão arterial.
  • Uso em pacientes com problemas cardíacos.
  • Uso em pacientes com hipertireoidismo.
  • Uso em pacientes com problemas de próstata.
  • Uso em pacientes com úlceras gástricas ou duodenais.

Como Usar Metescopolamina

A metescopolamina é um medicamento que geralmente é administrado na forma de comprimidos ou injeções, de acordo com a prescrição médica. É importante seguir rigorosamente as instruções do médico, quanto à dosagem e frequência de uso. Além disso, é fundamental ler atentamente a bula do medicamento e seguir as orientações fornecidas. Em caso de dúvidas ou efeitos colaterais adversos, é importante entrar em contato com um profissional de saúde. Nunca se automedique.

Média de Preço do Metescopolamina - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Metescopolamina em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 50,00
  • EUA: $15,00
  • Euro: €12,00

Os preços do Metescopolamina podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Metescopolamina?

A Metescopolamina é um composto químico utilizado como anticolinérgico.

As informações do Metescopolamina são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese