Mefloquina - Informações

O Mefloquina é um agente antimalárico utilizado na profilaxia e tratamento da malária causada pelo Plasmodium falciparum e Plasmodium vivax. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Mefloquina, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Mefloquina

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Mefloquina:

  • Nome: Mefloquina
  • Nome em Inglês: Mefloquine
  • Nome Genérico:
  • Tipo:
  • Fórmula Química: C17H16F6N2O

Informações Avançadas:

  • Nome químico: Mefloquina
  • Formula molecular: C17H16F6N2O
  • Peso molecular: 378.31 g/mol
  • Classe terapêutica: Antimalárico
  • Mecanismo de ação: Inibe a síntese de DNA parasitário
  • Forma de administração: Oral

Mefloquina - História, Descoberta e Origem

Mefloquina é um medicamento utilizado para o tratamento e prevenção da malária, uma doença infecciosa transmitida pela picada de mosquitos do gênero Anopheles. A droga foi desenvolvida na década de 1970 por pesquisadores da empresa farmacêutica suíça Hoffman-La Roche, e foi aprovada para uso em humanos em 1984.

A história da mefloquina começa com a busca por uma alternativa ao tratamento padrão da malária na época, que era a cloroquina. A cloroquina vinha sendo utilizada desde a década de 1940, mas estava se tornando cada vez menos eficaz devido à resistência desenvolvida pelo parasita causador da malária, o Plasmodium falciparum.

Os pesquisadores da Hoffman-La Roche começaram a testar uma série de compostos químicos com o objetivo de encontrar uma substância que fosse mais eficaz contra a malária. Em 1976, eles descobriram a mefloquina, que se mostrou altamente eficaz contra o Plasmodium falciparum e também contra outras espécies de parasitas que causam a malária.

A mefloquina age impedindo o desenvolvimento dos parasitas no sangue, evitando assim que eles se multipliquem e causem a doença. Além disso, ela também é capaz de matar os parasitas que já estão presentes no organismo, ajudando no tratamento de infecções já estabelecidas.

Após a aprovação para uso em humanos, a mefloquina foi comercializada sob o nome de marca Lariam. Ela se tornou um dos principais medicamentos utilizados para o tratamento e prevenção da malária, sendo especialmente importante para viajantes que visitam áreas onde a doença é endêmica.

Entretanto, a mefloquina também é conhecida por causar efeitos colaterais em algumas pessoas, como náuseas, vômitos, tonturas e distúrbios neurológicos. Por isso, ela é geralmente reservada para casos em que outras opções de tratamento não são eficazes ou estão indisponíveis.

Atualmente, a mefloquina é considerada uma droga de segunda linha para o tratamento da malária, sendo recomendada apenas em casos específicos e sob supervisão médica. Novos medicamentos estão sendo desenvolvidos para combater a doença e diminuir a resistência aos tratamentos existentes, mas a mefloquina ainda desempenha um papel importante no combate a essa doença que afeta milhões de pessoas em todo o mundo.

Indicações de uso - Mefloquina

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Mefloquina:

  • Tratamento da malária;
  • Prevenção da malária em regiões endêmicas;
  • Tratamento da malária cerebral;
  • Prevenção da malária em viajantes para regiões endêmicas;
  • Tratamento de infecções por Plasmodium vivax, Plasmodium malariae e Plasmodium ovale;
  • Prevenção de recaídas da malária por Plasmodium vivax;
  • Tratamento de infecções mistas por Plasmodium falciparum e Plasmodium vivax;
  • Prevenção de malária em gestantes;
  • Tratamento de malária em crianças;
  • Prevenção de malária em crianças;
  • Tratamento de malária em pacientes com HIV/AIDS;
  • Tratamento de malária resistente a outros medicamentos;
  • Tratamento e prevenção de malária em pacientes imunocomprometidos.

Efeitos Colaterais - Mefloquina

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Mefloquina

  • Dor de cabeça
  • Náusea
  • Vômito
  • Dor abdominal
  • Perda de apetite
  • Diarreia
  • Tontura
  • Fadiga
  • Insônia
  • Sonhos anormais
  • Ansiedade
  • Depressão
  • Confusão mental
  • Alucinações
  • Distúrbios do sono
  • Pesadelos
  • Vertigem
  • Zumbido no ouvido
  • Alterações de humor
  • Irritabilidade
  • Agitação
  • Agitação psicomotora
  • Convulsões
  • Tremores
  • Dificuldade de concentração
  • Perda de memória
  • Dificuldade de coordenação motora
  • Dificuldade de equilíbrio
  • Problemas de visão
  • Alterações no paladar
  • Alterações no olfato
  • Erupções cutâneas
  • Coceira
  • Sensibilidade à luz
  • Aumento da sensibilidade da pele ao sol
  • Descamação da pele
  • Alterações na pigmentação da pele
  • Reações alérgicas
  • Febre
  • Calafrios
  • Suor excessivo
  • Palpitações
  • Pressão baixa
  • Pressão alta
  • Arritmias cardíacas
  • Alterações no ECG
  • Insuficiência cardíaca
  • Insuficiência respiratória
  • Insuficiência hepática
  • Insuficiência renal
  • Anemia
  • Leucopenia
  • Trombocitopenia
  • Aumento das enzimas hepáticas
  • Aumento da bilirrubina
  • Aumento da creatinina
  • Hipoglicemia
  • Hiperglicemia
  • Hipocalemia
  • Hipomagnesemia
  • Hipercalcemia
  • Hiperuricemia
  • Aumento de peso
  • Perda de peso
  • Alterações no ciclo menstrual
  • Infertilidade
  • Aborto
  • Disfunção erétil
  • Diminuição da libido
  • Retinopatia
  • Neuropatia
  • Ototoxicidade
  • Lesão hepática

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Mefloquina não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Mefloquina?

  • Gravidez
  • Amamentação
  • Hipersensibilidade ao medicamento ou a outros medicamentos da mesma classe
  • Distúrbios neuropsiquiátricos
  • Doenças hepáticas
  • Doenças renais
  • Doenças cardíacas
  • Epilepsia
  • Problemas de visão
  • Uso concomitante com quinina ou quinidina

Como Usar Mefloquina

A mefloquina é um medicamento usado para prevenir e tratar a malária. Siga as instruções do seu médico ou farmacêutico para melhor orientação sobre o uso deste medicamento. Geralmente, a dose recomendada para adultos é de 250 mg uma vez por semana, iniciando uma ou duas semanas antes de entrar em uma área onde a malária é prevalente, e continua por quatro semanas após deixar a área de risco. Para melhores resultados, tome a medicação no mesmo dia da semana e acompanhada de uma refeição. Certifique-se de informar ao seu médico sobre todos os medicamentos que está tomando para evitar interações indesejadas. É importante seguir as recomendações específicas de dosagem e duração do tratamento dadas pelo seu profissional de saúde.

Média de Preço do Mefloquina - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Mefloquina em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 75,00
  • EUA: $20,00
  • Euro: €18,00

Os preços do Mefloquina podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Mefloquina?

O Mefloquina é um agente antimalárico utilizado na profilaxia e tratamento da malária causada pelo Plasmodium falciparum e Plasmodium vivax.

As informações do Mefloquina são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese