Lumasiran - Informações

Lumasiran é um RNA interferente que silencia a hidroxiácido oxidase 1 para o tratamento da hiperoxalúria primária tipo 1. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Lumasiran, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Lumasiran

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Lumasiran:

  • Nome: Lumasiran
  • Nome em Inglês: Lumasiran
  • Nome Genérico: Lumasiran
  • Tipo: Biotech
  • Fórmula Química:

Informações Avançadas:

  • Nome Químico: lumasiran sódico
  • Formula Molecular: C352H659FN80O326P20Na20S20
  • Peso Molecular: 9.949,69 g/mol
  • Classe Terapêutica: agente antisenso de RNA
  • Mecanismo da Ação: diminui a produção de ácido hepático, evitando acúmulo tóxico e subsequente lesão renal
  • Forma de Administração: injetável (subcutânea)

Lumasiran - História, Descoberta e Origem

Lumasiran é um medicamento utilizado no tratamento de uma doença rara chamada hiperoxalúria primária (PH). Essa condição genética é caracterizada pelo acúmulo excessivo de oxalato no corpo, o que pode levar a danos graves nos rins e outros órgãos.

A história do lumasiran começou em 2017, quando a empresa farmacêutica Alnylam Pharmaceuticals iniciou estudos clínicos para avaliar sua eficácia no tratamento da PH. Esses estudos mostraram resultados promissores, levando à aprovação do medicamento pela Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos em 2020.

O lumasiran é um medicamento de RNA de interferência (RNAi), o que significa que ele age bloqueando a produção de uma enzima chamada oxalato sintase. Essa enzima é responsável pela produção de oxalato no corpo, e sua inibição pelo lumasiran ajuda a reduzir os níveis de oxalato no sangue e na urina.

Além de ser o primeiro medicamento aprovado pela FDA para o tratamento da PH, o lumasiran também foi o primeiro a receber a designação de terapia inovadora e revisão prioritária pela agência. Isso reflete o potencial do medicamento em preencher uma grande necessidade médica e trazer benefícios significativos para pacientes com PH.

Atualmente, o lumasiran está disponível em vários países, incluindo os Estados Unidos e alguns países europeus, e continua sendo estudado para outras condições relacionadas ao acúmulo de oxalato no corpo. Espera-se que esse medicamento possa melhorar a qualidade de vida de muitas pessoas que sofrem com a PH e, possivelmente, de outras doenças no futuro.

Indicações de uso - Lumasiran

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Lumasiran:

  • Tratamento de hiperoxalúria primária (PH1) em adultos e crianças com mais de 6 meses de idade
  • Indicado para pacientes com PH1 que apresentam evidência de oxalato de cálcio em urina, pedras nos rins e lesão renal
  • Redução da excreção urinária de oxalato e diminuição da carga de oxalato no corpo
  • Pode prevenir ou retardar a progressão da doença renal crônica em pacientes com PH1
  • É uma terapia de RNA interferente que atua inibindo a produção de oxalato no fígado
  • Administração subcutânea a cada 3 meses
  • Pode ser usado em combinação com outras terapias para PH1, como dieta restrita em oxalato e suplementação de citrato

Efeitos Colaterais - Lumasiran

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Lumasiran

  • Dor de cabeça
  • Náusea
  • Vômitos
  • Dor abdominal
  • Perda de apetite
  • Fadiga
  • Tonturas
  • Diarreia
  • Reações alérgicas
  • Aumento da sensibilidade à luz
  • Irritação na pele
  • Alterações nos níveis de colesterol e triglicerídeos
  • Alterações nos níveis de enzimas hepáticas
  • Alterações nos níveis de creatinina

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Lumasiran não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Lumasiran?

  • Dados de segurança e eficácia em crianças menores de 6 anos ainda não foram estabelecidos.
  • Uso em pacientes com insuficiência hepática ainda não foi avaliado.
  • Uso em pacientes com insuficiência renal ainda não foi avaliado.
  • Uso em pacientes grávidas não é recomendado, pois não há dados suficientes sobre sua segurança durante a gravidez.
  • Uso em pacientes lactantes não é recomendado, pois não se sabe se o medicamento é excretado no leite materno.

Como Usar Lumasiran

Lumasiran é uma injeção subcutânea que deve ser administrada uma vez por mês por um profissional de saúde treinado. Siga as orientações do seu médico para a dosagem correta e a forma de administração. Não altere a dose ou a frequência de administração sem consultar o seu médico. Certifique-se de que compreende completamente como usar o medicamento antes de administrar a injeção.

Média de Preço do Lumasiran - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Lumasiran em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 300.000,00
  • EUA: $558,000.00
  • Euro: €500,000.00

Os preços do Lumasiran podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Lumasiran?

Lumasiran é um RNA interferente que silencia a hidroxiácido oxidase 1 para o tratamento da hiperoxalúria primária tipo 1.

As informações do Lumasiran são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese