Lomustina - Informações

Lomustina é um agente alquilante utilizado como parte de regimes quimioterápicos para o tratamento de tumores cerebrais primários e metastáticos, bem como para o tratamento refratário ou recorrente da doença de Hodgkin, além de tratamentos cirúrgicos e/ou radioterápicos. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Lomustina, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Lomustina

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Lomustina:

  • Nome: Lomustina
  • Nome em Inglês: Lomustine
  • Nome Genérico: Lomustine
  • Tipo: Small Molecule
  • Fórmula Química: C9H16ClN3O2

Informações Avançadas:

  • Nome Químico: Lomustine
  • Formula Molecular: C9H16ClN3O2S
  • Peso Molecular: 233.766 g/mol
  • Classe Terapêutica: Agente alquilante, antineoplásico
  • Mecanismo da Ação: Inibe a síntese de DNA e RNA, causando morte celular
  • Forma de Administração: Via oral em dose única a cada 6 semanas

Lomustina - História, Descoberta e Origem

Lomustina, também conhecida pelo nome comercial CeeNU, é um medicamento quimioterápico utilizado para tratar diversos tipos de câncer, como o câncer de pulmão, linfoma não-Hodgkin e tumores cerebrais.

A história da Lomustina começa em meados da década de 1970, quando foi desenvolvida por pesquisadores da empresa farmacêutica Bristol-Myers Squibb. Inicialmente, o medicamento foi utilizado para tratar o câncer de pulmão, mas logo se mostrou eficaz em outras formas da doença.

A Lomustina é um agente alquilante, ou seja, age danificando o DNA das células cancerígenas e impedindo sua capacidade de se multiplicar. Ela é classificada como uma nitrosoureia, um tipo de quimioterápico que tem a capacidade de atravessar a barreira hematoencefálica, o que a torna especialmente eficaz no tratamento de tumores cerebrais.

Um dos principais benefícios da Lomustina é sua capacidade de ser administrada em doses espaçadas, o que significa que o paciente não precisa tomar o medicamento todos os dias, como é o caso de muitos outros quimioterápicos. Isso proporciona um intervalo de descanso para o organismo e reduz os efeitos colaterais do tratamento.

Apesar de ser uma droga eficaz e amplamente utilizada, a Lomustina pode causar alguns efeitos colaterais, como náuseas, vômitos, perda de apetite, queda de cabelo e até mesmo danos ao fígado. Por isso, é importante que o paciente seja acompanhado por um médico durante todo o tratamento.

Atualmente, a Lomustina é produzida por diferentes empresas farmacêuticas e é comercializada em diversos países ao redor do mundo. Ela é considerada um medicamento essencial pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e é uma importante opção de tratamento para diversos tipos de câncer.

Apesar de ser um medicamento relativamente antigo, a Lomustina continua sendo uma importante ferramenta no combate ao câncer e é um exemplo de como a pesquisa e o desenvolvimento de novos medicamentos podem trazer esperança e melhorar a qualidade de vida de muitas pessoas.

Indicações de uso - Lomustina

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Lomustina:

  • Medicamento utilizado no tratamento de câncer;
  • Indicado para o tratamento de tumores cerebrais, linfomas e leucemias;
  • Pode ser utilizado tanto em adultos quanto em crianças;
  • Pode ser administrado por via oral ou intravenosa;
  • Age impedindo o crescimento das células cancerígenas;
  • Pode ser utilizado em conjunto com outros medicamentos no tratamento do câncer;
  • Pode causar efeitos colaterais como náuseas, vômitos, queda de cabelo, entre outros;
  • Deve ser utilizado apenas com prescrição e acompanhamento médico;
  • Possui contraindicações em casos de alergia ao medicamento ou em pacientes com problemas hepáticos graves;
  • Deve ser armazenado em local fresco e seco, longe do alcance de crianças e animais de estimação.

Efeitos Colaterais - Lomustina

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Lomustina

  • Dor de cabeça
  • Náusea
  • Vômito
  • Perda de apetite
  • Fadiga
  • Tontura
  • Perda de cabelo
  • Sensibilidade à luz
  • Confusão mental
  • Problemas de visão
  • Insônia
  • Convulsões
  • Infecções
  • Problemas no fígado
  • Problemas nos rins
  • Diminuição da contagem de células sanguíneas
  • Problemas cardíacos
  • Reações alérgicas

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Lomustina não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Lomustina?

  • Não deve ser utilizado em pacientes com hipersensibilidade à lomustina ou a qualquer um dos componentes da fórmula.
  • Não deve ser utilizado em pacientes com insuficiência hepática grave.
  • Não deve ser utilizado em pacientes com infecção ativa.
  • Não deve ser utilizado em pacientes com supressão da medula óssea grave.
  • Não deve ser utilizado em pacientes com histórico de problemas sanguíneos, como anemia, leucopenia ou trombocitopenia.
  • Não deve ser utilizado em pacientes com histórico de problemas cardíacos, como insuficiência cardíaca ou arritmias.
  • Não deve ser utilizado em pacientes com histórico de problemas pulmonares, como fibrose pulmonar ou pneumonite.
  • Não deve ser utilizado em pacientes com histórico de problemas renais, como insuficiência renal.
  • Não deve ser utilizado em pacientes com histórico de problemas neurológicos, como convulsões ou neuropatia periférica.
  • Não deve ser utilizado em pacientes com histórico de problemas psiquiátricos, como depressão ou psicose.

Como Usar Lomustina

Lomustina é um medicamento usado para tratar certos tipos de câncer, como linfomas e tumores cerebrais. Geralmente, é administrado em forma de comprimidos para ser tomado por via oral, de acordo com as instruções do médico. É importante seguir rigorosamente a dosagem prescrita e os horários de administração. Além disso, recomenda-se tomar o medicamento com bastante água e não mastigá-lo. Se houver dúvidas sobre o uso de lomustina, é essencial consultar um médico ou farmacêutico.

Média de Preço do Lomustina - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Lomustina em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 850,00
  • EUA: $2000,00
  • Euro: €1800,00

Os preços do Lomustina podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Lomustina?

Lomustina é um agente alquilante utilizado como parte de regimes quimioterápicos para o tratamento de tumores cerebrais primários e metastáticos, bem como para o tratamento refratário ou recorrente da doença de Hodgkin, além de tratamentos cirúrgicos e/ou radioterápicos.

As informações do Lomustina são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese