Levosulpirida - Informações

A levosulpirida é indicada para tratar dispepsia, sintomas da síndrome de Meniere e como segunda opção no tratamento de náuseas e vômitos induzidos por medicamentos. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Levosulpirida, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Levosulpirida

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Levosulpirida:

  • Nome: Levosulpirida
  • Nome em Inglês: Levosulpiride
  • Nome Genérico:
  • Tipo: Experimental
  • Fórmula Química: C15H23N3O4S

Informações Avançadas:

  • Nome Químico: Levosulpiride
  • Fórmula Molecular: C15H23N3O4S
  • Peso Molecular: 341.43 g/mol
  • Classe Terapêutica: Antipsicótico atípico
  • Mecanismo de Ação: Bloqueio seletivo dos receptores dopaminérgicos
  • Forma de Administração: Oral

Levosulpirida - História, Descoberta e Origem

A levosulpirida é um medicamento utilizado principalmente no tratamento de distúrbios psiquiátricos, como a esquizofrenia e a depressão. Ele pertence à classe dos neurolépticos, que são medicamentos que atuam no sistema nervoso central, alterando a transmissão de neurotransmissores. A história da levosulpirida começa na década de 1960, quando foi descoberto o seu princípio ativo, a sulpirida. Inicialmente, ela foi utilizada no tratamento de distúrbios gastrointestinais, como náuseas e vômitos. Porém, logo se descobriu que ela também tinha efeitos no sistema nervoso central. Com o avanço das pesquisas, a sulpirida foi aprimorada e surgiram duas formas enantioméricas: a levosulpirida e a dextrosulpirida. A levosulpirida é a forma ativa do medicamento, enquanto a dextrosulpirida é a forma inativa. A levosulpirida começou a ser utilizada no tratamento de distúrbios psiquiátricos na década de 1970, quando se percebeu que ela tinha efeitos antipsicóticos, ou seja, era capaz de tratar sintomas psicóticos, como alucinações e delírios. Atualmente, a levosulpirida é amplamente utilizada no tratamento de esquizofrenia, uma doença psiquiátrica grave que afeta cerca de 1% da população mundial. Ela também é utilizada no tratamento de depressão, transtornos de ansiedade e transtorno obsessivo-compulsivo. O mecanismo de ação da levosulpirida é complexo e ainda não é totalmente compreendido. Sabe-se que ela atua nos receptores de dopamina, um neurotransmissor que está envolvido em diversas funções cerebrais, como o controle do movimento e das emoções. Além disso, ela também pode atuar nos receptores de serotonina, outro neurotransmissor que está relacionado ao humor e às emoções. Apesar de ser eficaz no tratamento de distúrbios psiquiátricos, a levosulpirida pode causar alguns efeitos colaterais, como sonolência, tonturas, boca seca e ganho de peso. Por isso, é importante que o seu uso seja acompanhado por um médico e que as doses sejam ajustadas de acordo com a necessidade de cada paciente. Em resumo, a levosulpirida é um medicamento importante no tratamento de distúrbios psiquiátricos, que tem sua origem na década de 1960 e teve seu uso ampliado na década de 1970. Apesar de seus efeitos colaterais, ela é uma opção eficaz para controlar sintomas como alucinações, delírios, depressão e ansiedade.

Indicações de uso - Levosulpirida

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Levosulpirida:

  • Para tratar distúrbios digestivos como gastrite, dispepsia e refluxo gastroesofágico
  • Para aliviar sintomas de ansiedade e depressão
  • Para tratar distúrbios psicossomáticos como síndrome do intestino irritável e colite
  • Para auxiliar no tratamento de doenças neurológicas como a doença de Parkinson
  • Para aliviar sintomas de enxaqueca e dores de cabeça tensionais
  • Para tratar distúrbios do sono, como insônia e síndrome das pernas inquietas
  • Para auxiliar no tratamento de distúrbios do comportamento alimentar, como bulimia e anorexia
  • Para auxiliar no tratamento de distúrbios do sistema nervoso central, como esquizofrenia e transtorno bipolar
  • Para aliviar sintomas de náuseas e vômitos
  • Para tratar distúrbios da motilidade gastrointestinal, como gastroparesia
  • Para auxiliar no tratamento de distúrbios do sistema imunológico, como a síndrome da fadiga crônica
  • Para aliviar sintomas de dor abdominal e cólicas intestinais

Efeitos Colaterais - Levosulpirida

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Levosulpirida

  • Dor de cabeça
  • Náusea
  • Vômito
  • Dor abdominal
  • Diarreia
  • Constipação
  • Boca seca
  • Sonolência
  • Tontura
  • Insônia
  • Ansiedade
  • Irritabilidade
  • Alterações de humor
  • Agitação
  • Confusão mental
  • Tremores
  • Palpitações
  • Aumento da pressão arterial
  • Aumento da frequência cardíaca
  • Aumento da sudorese
  • Reações alérgicas
  • Alterações na função hepática
  • Aumento de peso
  • Diminuição da libido
  • Disfunção erétil
  • Aumento das mamas em homens
  • Irregularidades menstruais
  • Alterações na produção de leite em mulheres
  • Síndrome das pernas inquietas
  • Reações extrapiramidais (movimentos involuntários)
  • Convulsões
  • Síndrome neuroléptica maligna
  • Discinesia tardia
  • Rabdomiólise
  • Pancitopenia (redução de células do sangue)
  • Agranulocitose (redução de glóbulos brancos)
  • Leucopenia (redução de glóbulos brancos)
  • Trombocitopenia (redução de plaquetas)
  • Anemia
  • Alterações na função renal
  • Alterações na função tireoidiana
  • Hiperprolactinemia (aumento do hormônio prolactina)
  • Interações medicamentosas

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Levosulpirida não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Levosulpirida?

  • Gravidez e lactação
  • Doença de Parkinson
  • Distúrbios do ritmo cardíaco
  • Distúrbios do fígado
  • Distúrbios renais
  • Hipersensibilidade à levosulpirida ou a outros componentes da fórmula
  • Uso concomitante com medicamentos que prolongam o intervalo QT

Como Usar Levosulpirida

Levosulpirida é um medicamento que pode ser prescrito por um médico para tratar transtornos digestivos, como dispepsia funcional e gastroparesia. A dosagem e a forma de uso devem ser determinadas pelo médico, sempre seguindo suas recomendações. Geralmente, a levosulpirida é administrada por via oral, de preferência antes das refeições, e a dose varia de acordo com a condição clínica do paciente. É importante seguir rigorosamente as instruções do médico e ler atentamente as informações fornecidas na bula do medicamento. Também é importante informar o médico sobre quaisquer outros medicamentos ou condições médicas que esteja enfrentando antes de iniciar o uso da levosulpirida.

Média de Preço do Levosulpirida - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Levosulpirida em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 30,00
  • EUA: $ 15,00
  • Euro: € 10,00

Os preços do Levosulpirida podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Levosulpirida?

A levosulpirida é indicada para tratar dispepsia, sintomas da síndrome de Meniere e como segunda opção no tratamento de náuseas e vômitos induzidos por medicamentos.

As informações do Levosulpirida são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese