Larotrectinib - Informações

O Larotrectinib é um inibidor de quinase utilizado no tratamento de tumores sólidos com fusão do gene do receptor tirosina quinase neurotrófica, que são metastáticos, apresentam alto risco para cirurgia ou não possuem tratamentos alternativos. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Larotrectinib, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Larotrectinib

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Larotrectinib:

  • Nome: Larotrectinib
  • Nome em Inglês: Larotrectinib
  • Nome Genérico: Larotrectinib
  • Tipo: Small Molecule
  • Fórmula Química: C21H22F2N6O2

Informações Avançadas:

  • Nome Químico: Larotrectinib
  • Fórmula Molecular: C21H22F2N6O2
  • Peso Molecular: 428.442 g/mol
  • Classe Terapêutica: Inibidor de tirosina quinase
  • Mecanismo de Ação: Inibição de fusões TRK (receptores de tirosina quinase)
  • Forma de Administração: Oral

Larotrectinib - História, Descoberta e Origem

O Larotrectinib é um medicamento utilizado no tratamento de pacientes com tumores sólidos avançados que apresentam uma mutação genética específica chamada de fusão do gene NTRK. Essa fusão ocorre quando partes de dois genes diferentes se unem para formar um gene anormal que pode levar ao crescimento descontrolado de células cancerígenas.

A história do Larotrectinib começou com a descoberta da fusão do gene NTRK em alguns tipos de câncer, como o câncer de pulmão, câncer colorretal e câncer de mama, entre outros. Essa descoberta foi feita por pesquisadores que estudavam o genoma humano e suas alterações relacionadas ao câncer.

Com base nessa descoberta, foi desenvolvida uma nova abordagem de tratamento que se concentrou em inibir a ação da proteína produzida pela fusão do gene NTRK, que é responsável pelo crescimento e sobrevivência das células cancerígenas. Assim, surgiu o Larotrectinib, um medicamento capaz de bloquear a ação dessa proteína e impedir o crescimento do tumor.

O Larotrectinib foi aprovado pela Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos em novembro de 2018, tornando-se o primeiro medicamento aprovado para o tratamento de qualquer tipo de câncer que tenha como alvo uma mutação genética específica, independentemente do tipo de tumor. Essa aprovação foi baseada em estudos clínicos que demonstraram a eficácia e segurança do medicamento em pacientes com diferentes tipos de tumores sólidos avançados com a fusão do gene NTRK.

O Larotrectinib é administrado por via oral e tem se mostrado eficaz em muitos pacientes, com a vantagem de causar poucos efeitos colaterais. No entanto, é importante ressaltar que esse medicamento não é indicado para todos os pacientes com tumores sólidos avançados, mas sim para aqueles que apresentam a fusão do gene NTRK. Por isso, é fundamental que o diagnóstico e tratamento sejam feitos por médicos especialistas e que o medicamento seja utilizado de acordo com as orientações médicas.

O Larotrectinib representa um avanço significativo no tratamento do câncer, pois oferece uma opção terapêutica direcionada e eficaz para pacientes com tumores sólidos avançados que apresentam a fusão do gene NTRK. Além disso, abre caminho para o desenvolvimento de novos medicamentos que tenham como alvo outras mutações genéticas específicas, o que pode melhorar ainda mais os resultados do tratamento e a qualidade de vida dos pacientes com câncer.

Indicações de uso - Larotrectinib

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Larotrectinib:

  • Tratamento de câncer raros e agressivos, como o tumor sólido infantil NTRK;
  • Indicado para pacientes adultos e pediátricos;
  • Uso oral, em forma de cápsulas;
  • Pode ser utilizado como terapia de primeira linha ou após falha de outros tratamentos;
  • Pode ser usado em casos de metástases;
  • Alvo terapêutico específico, o gene NTRK, presente em cerca de 1% dos casos de câncer;
  • Apresenta alta taxa de resposta, com resultados positivos em mais de 90% dos pacientes;
  • Possui baixa toxicidade e efeitos colaterais leves;
  • Pode ser utilizado em combinação com outras terapias, como quimioterapia ou radioterapia;
  • Disponível em vários países, incluindo o Brasil;
  • Em alguns casos, pode ser coberto pelo sistema de saúde público ou por planos de saúde;
  • Exige prescrição médica e acompanhamento especializado;
  • Pode ser utilizado em pacientes com mutações específicas do gene NTRK, identificadas através de testes genéticos;
  • Pode melhorar significativamente a qualidade de vida dos pacientes e aumentar sua sobrevida.

Efeitos Colaterais - Larotrectinib

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Larotrectinib

  • Dor de cabeça
  • Náusea
  • Fadiga
  • Perda de apetite
  • Constipação
  • Diarreia
  • Vômitos
  • Tontura
  • Aumento da pressão arterial
  • Alterações no paladar
  • Alterações na visão
  • Dificuldade para dormir
  • Suor excessivo
  • Perda de peso
  • Dores musculares
  • Alterações na pele (vermelhidão, coceira, erupções cutâneas)
  • Alterações nos níveis de glicose no sangue
  • Alterações nos níveis de colesterol no sangue
  • Problemas cardíacos (taquicardia, palpitações)
  • Aumento da sensibilidade à luz

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Larotrectinib não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Larotrectinib?

  • Não deve ser utilizado em pacientes com hipersensibilidade conhecida ao larotrectinib ou a qualquer componente da fórmula.
  • Deve ser evitado em pacientes com insuficiência hepática grave.
  • Pode causar efeitos adversos em pacientes com insuficiência renal grave.
  • Não deve ser utilizado em pacientes que estejam tomando medicamentos que inibem ou induzem a enzima CYP3A4, pois isso pode afetar a eficácia do larotrectinib.
  • Deve ser evitado em pacientes com distúrbios cardíacos graves, como insuficiência cardíaca congestiva ou arritmias.
  • Não é recomendado para uso em mulheres grávidas ou lactantes, pois pode causar danos ao feto ou ao bebê em desenvolvimento.
  • Pode causar sonolência e tontura, portanto, deve-se ter cuidado ao dirigir ou operar máquinas enquanto estiver em tratamento com larotrectinib.

Como Usar Larotrectinib

Peço que consulte um médico ou farmacêutico para obter as instruções precisas sobre o uso de Larotrectinib. Este medicamento é geralmente administrado por via oral, de acordo com a dosagem prescrita pelo profissional de saúde. Siga cuidadosamente as orientações e recomendações do seu médico para garantir a segurança e eficácia do tratamento. Nunca altere a dosagem ou interrompa o uso do medicamento sem a aprovação do seu médico.

Média de Preço do Larotrectinib - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Larotrectinib em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 200.000,00
  • EUA: $32,800.00
  • Euro: €29.000,00

Os preços do Larotrectinib podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Larotrectinib?

O Larotrectinib é um inibidor de quinase utilizado no tratamento de tumores sólidos com fusão do gene do receptor tirosina quinase neurotrófica, que são metastáticos, apresentam alto risco para cirurgia ou não possuem tratamentos alternativos.

As informações do Larotrectinib são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese