Ipilimumab - Informações

O Ipilimumab é um anticorpo bloqueador do antígeno 4 de linfócitos T citotóxicos humanos (CTLA-4) utilizado para tratar melanoma metastático ou irresecável. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Ipilimumab, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Ipilimumab

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Ipilimumab:

  • Nome: Ipilimumab
  • Nome em Inglês: Ipilimumab
  • Nome Genérico: Ipilimumab
  • Tipo: Biotech
  • Fórmula Química: 148000.0 Da

Informações Avançadas:

  • Nome Químico: Ipilimumab
  • Formula Molecular: C6580H10092N1734O2022S38
  • Peso Molecular: 147.1 kDa
  • Classe Terapêutica: Imunoterapia
  • Mecanismo de Ação: Bloqueio de CTLA-4 (antígeno de linfócitos T associado à citotoxicidade-4)
  • Forma de Administração: Infusão intravenosa

Ipilimumab - História, Descoberta e Origem

Ipilimumab é um medicamento utilizado no tratamento de certos tipos de câncer, como o melanoma e o câncer de rim. Ele é conhecido comercialmente como Yervoy e foi aprovado pela Food and Drug Administration (FDA) em 2011.

A história do Ipilimumab começa no final da década de 1980, quando pesquisadores descobriram que a proteína CTLA-4 (citotoxic T-lymphocyte-associated antigen 4) desempenhava um papel importante no sistema imunológico na regulação da resposta imunológica. Foi observado que a ausência dessa proteína em camundongos resultava em uma resposta imunológica mais forte e eficaz contra tumores.

Essa descoberta levou à ideia de que bloquear a ação da CTLA-4 poderia ser uma forma de estimular o sistema imunológico a combater o câncer. Foi então que, em 1996, a empresa de biotecnologia Medarex iniciou o desenvolvimento de um anticorpo monoclonal que se ligaria à CTLA-4 e bloquearia sua função.

Anos de testes e pesquisas foram realizados até que, em 2011, o Ipilimumab foi finalmente aprovado pela FDA para o tratamento de melanoma avançado. Ele foi o primeiro medicamento aprovado para o tratamento do melanoma em mais de 13 anos.

O Ipilimumab funciona bloqueando a ação da CTLA-4, permitindo que as células T do sistema imunológico ataquem as células cancerígenas. Isso ajuda a diminuir o crescimento do tumor e a aumentar a sobrevida dos pacientes.

Desde a sua aprovação, o Ipilimumab tem sido utilizado em combinação com outros medicamentos, como o nivolumab, para tratar diferentes tipos de câncer. Ele tem se mostrado eficaz no tratamento de melanoma, câncer de rim e câncer de pulmão de células não pequenas, entre outros.

Apesar de ser um avanço no tratamento do câncer, o Ipilimumab pode causar alguns efeitos colaterais graves, como inflamação no intestino, fígado e glândulas endócrinas. Por isso, é importante que o medicamento seja administrado por um médico especializado e que o paciente seja monitorado de perto durante o tratamento.

Em resumo, o Ipilimumab é um medicamento que teve sua origem em uma descoberta importante sobre o sistema imunológico e tem sido utilizado com sucesso no tratamento de diferentes tipos de câncer. Ele representa uma esperança para muitos pacientes que lutam contra essa doença devastadora.

Indicações de uso - Ipilimumab

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Ipilimumab:

  • Tratamento de melanoma metastático
  • Tratamento de carcinoma de células reanais avançado
  • Tratamento de câncer de pulmão de células não pequenas
  • Tratamento de linfoma de Hodgkin clássico
  • Tratamento de câncer de bexiga
  • Tratamento de câncer de cabeça e pescoço
  • Tratamento de câncer de esôfago
  • Tratamento de câncer de fígado
  • Tratamento de câncer de mama triplo negativo
  • Tratamento de câncer de próstata resistente à castração
  • Tratamento de câncer de pâncreas
  • Tratamento de câncer de tireoide
  • Tratamento de câncer de ovário
  • Tratamento de câncer de endométrio
  • Tratamento de câncer de colo de útero
  • Tratamento de câncer de estômago
  • Tratamento de câncer de rim
  • Tratamento de câncer de cabeça e pescoço
  • Tratamento de câncer de pele não melanoma
  • Tratamento de câncer de medula óssea

Efeitos Colaterais - Ipilimumab

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Ipilimumab

  • Fadiga
  • Dor de cabeça
  • Náusea
  • Vômito
  • Perda de apetite
  • Perda de peso
  • Diarreia
  • Constipação
  • Dor abdominal
  • Aumento da sudorese
  • Alterações na pele (coceira, vermelhidão, descamação)
  • Febre
  • Calafrios
  • Dificuldade para dormir
  • Alterações na pressão arterial
  • Alterações no ritmo cardíaco
  • Falta de ar
  • Dor no peito
  • Dificuldade para engolir
  • Alterações na visão
  • Dor muscular
  • Dor nas articulações
  • Alterações no fígado (aumento das enzimas hepáticas)
  • Alterações na tireoide
  • Alterações nas glândulas adrenais
  • Alterações no pâncreas
  • Alterações no sistema nervoso (dor de cabeça, tontura, fraqueza)
  • Alterações no sistema imunológico (reações alérgicas, inflamação)
  • Infecções
  • Reações no local da injeção
  • Risco de desenvolvimento de outros cânceres

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Ipilimumab não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Ipilimumab?

  • Reações alérgicas graves
  • Doenças autoimunes
  • Doenças hepáticas
  • Doenças renais
  • Infecções ativas
  • Gestação e amamentação
  • Uso concomitante com certos medicamentos, como corticosteroides e imunossupressores

Como Usar Ipilimumab

O Ipilimumab é um medicamento destinado ao tratamento do melanoma metastático, um tipo agressivo de câncer de pele. Ele é um anticorpo monoclonal que atua estimulando o sistema imunológico para combater as células cancerosas. O medicamento é administrado por via intravenosa, geralmente a cada 3 semanas, por um total de 4 doses. Após a conclusão do tratamento inicial, alguns pacientes podem receber doses de manutenção a cada 12 semanas, de acordo com a orientação do médico. Devido à sua ação de ativação do sistema imunológico, o Ipilimumab pode desencadear reações adversas, incluindo inflamação em vários órgãos do corpo. Por esse motivo, é importante que seja utilizado sob a supervisão de um médico especialista em oncologia. O tratamento com Ipilimumab pode ser combinado com outros medicamentos ou terapias para obter os melhores resultados no controle do melanoma metastático. É essencial seguir as orientações médicas para o uso correto deste medicamento e realizar consultas regulares para monitorar a resposta ao tratamento e gerenciar possíveis efeitos colaterais.

Média de Preço do Ipilimumab - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Ipilimumab em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 22.000,00
  • EUA: $ 150.000,00
  • Euro: € 120.000,00

Os preços do Ipilimumab podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Ipilimumab?

O Ipilimumab é um anticorpo bloqueador do antígeno 4 de linfócitos T citotóxicos humanos (CTLA-4) utilizado para tratar melanoma metastático ou irresecável.

As informações do Ipilimumab são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese