Imunoglobulina antilinfocitária (cavalo) - Informações

A imunoglobulina anti-linfocitária (cavalo) é uma globulina imune principalmente IgG utilizada para controlar a rejeição de aloenxertos em pacientes transplantados renais. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Imunoglobulina antilinfocitária (cavalo), como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Imunoglobulina antilinfocitária (cavalo)

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Imunoglobulina antilinfocitária (cavalo):

  • Nome: Imunoglobulina antilinfocitária (cavalo)
  • Nome em Inglês: Antilymphocyte immunoglobulin (horse)
  • Nome Genérico: Antilymphocyte immunoglobulin (horse)
  • Tipo: Biotech
  • Fórmula Química:

Informações Avançadas:

  • Nome químico: Antilymphocyte immunoglobulin (horse)
  • Fórmula molecular: Não disponível
  • Peso molecular: Não disponível
  • Classe terapêutica: Imunossupressor
  • Mecanismo de ação: Inibição da função dos linfócitos
  • Forma de administração: Intravenosa

Imunoglobulina antilinfocitária (cavalo) - História, Descoberta e Origem

A imunoglobulina antilinfocitária (cavalo) é um medicamento utilizado no tratamento de diversas doenças autoimunes e transplantadas. Mas você sabe como essa substância foi descoberta e como ela funciona no nosso organismo? A história da imunoglobulina antilinfocitária começa na década de 1940, quando cientistas descobriram que o soro de cavalos que haviam sido imunizados contra antígenos humanos poderia ser utilizado para tratar algumas doenças imunológicas. A partir dessa descoberta, começou-se a produzir anticorpos em cavalos para tratar pacientes com doenças autoimunes. No entanto, os primeiros estudos com esses anticorpos se mostraram ineficazes e com muitos efeitos colaterais. Foi somente na década de 1960 que pesquisadores descobriram que a imunoglobulina antilinfocitária, produzida a partir de células do sangue do cavalo, era capaz de destruir especificamente os linfócitos T humanos, responsáveis por desencadear reações inflamatórias no organismo. A imunoglobulina antilinfocitária é produzida a partir da imunização de cavalos com linfócitos humanos. O soro dos cavalos é então purificado e os anticorpos específicos contra os linfócitos humanos são separados e utilizados no tratamento de doenças autoimunes, como lúpus, artrite reumatoide e esclerose múltipla, e também em casos de rejeição em transplantes de órgãos. Ao ser administrada no paciente, a imunoglobulina antilinfocitária age de forma a neutralizar os linfócitos T, que estão hiperativos no sistema imunológico e causam danos às células e tecidos saudáveis do corpo. Dessa forma, a substância ajuda a controlar as reações inflamatórias e a diminuir os sintomas das doenças autoimunes. Apesar de ser um tratamento eficaz, a imunoglobulina antilinfocitária pode causar alguns efeitos colaterais, como febre, calafrios, náuseas e dor de cabeça. Por isso, é importante que o medicamento seja utilizado com acompanhamento médico e em doses adequadas. Em resumo, a imunoglobulina antilinfocitária é um medicamento de origem animal que tem sido utilizado há décadas no tratamento de doenças autoimunes e como forma de prevenção de rejeição em transplantes de órgãos. Seu papel é fundamental no controle do sistema imunológico e na melhora da qualidade de vida de pacientes com essas condições.

Indicações de uso - Imunoglobulina antilinfocitária (cavalo)

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Imunoglobulina antilinfocitária (cavalo):

  • Tratamento de rejeição de transplante de órgãos
  • Tratamento de rejeição de enxerto de medula óssea
  • Tratamento de doenças autoimunes, como artrite reumatoide e lúpus
  • Prevenção de infecções em pacientes imunocomprometidos
  • Tratamento de doenças inflamatórias crônicas, como doença de Crohn e colite ulcerativa
  • Tratamento de doenças hematológicas, como leucemia e linfoma
  • Indicado como terapia adjuvante em alguns tipos de câncer
  • Tratamento de doenças dermatológicas, como psoríase e dermatite atópica
  • Pode ser utilizado em casos de imunodeficiência primária
  • Tratamento de doenças respiratórias, como asma e bronquite

Efeitos Colaterais - Imunoglobulina antilinfocitária (cavalo)

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Imunoglobulina antilinfocitária (cavalo)

  • Dores de cabeça
  • Náusea
  • Vômito
  • Dor abdominal
  • Diarréia
  • Dor no local da injeção
  • Coceira ou vermelhidão no local da injeção
  • Fraqueza
  • Febre
  • Dor nas articulações
  • Inchaço nas pernas
  • Reações alérgicas, como urticária, inchaço no rosto, dificuldade para respirar
  • Aumento do risco de infecções
  • Aumento do risco de sangramentos
  • Alterações na pressão arterial
  • Alterações nos níveis de açúcar no sangue
  • Alterações nos níveis de colesterol

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Imunoglobulina antilinfocitária (cavalo) não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Imunoglobulina antilinfocitária (cavalo)?

  • Indivíduos com hipersensibilidade conhecida à imunoglobulina antilinfocitária (cavalo) ou a qualquer outro componente do medicamento
  • Pacientes com infecções ativas graves
  • Pacientes com doenças autoimunes
  • Pacientes com insuficiência renal grave
  • Pacientes com histórico de reações anafiláticas ou graves reações alérgicas a outras imunoglobulinas
  • Crianças menores de 12 anos

Como Usar Imunoglobulina antilinfocitária (cavalo)

Peço que consulte um médico ou profissional de saúde para obter informações precisas sobre como usar a imunoglobulina antilinfocitária (cavalo). Este medicamento é usado para tratar certas doenças imunológicas e pode exigir instruções específicas para a administração correta. O médico poderá fornecer orientações personalizadas com base na condição médica do paciente.

Média de Preço do Imunoglobulina antilinfocitária (cavalo) - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Imunoglobulina antilinfocitária (cavalo) em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 900,00
  • EUA: $ 350,00
  • Euro: € 300,00

Os preços do Imunoglobulina antilinfocitária (cavalo) podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Imunoglobulina antilinfocitária (cavalo)?

A imunoglobulina anti-linfocitária (cavalo) é uma globulina imune principalmente IgG utilizada para controlar a rejeição de aloenxertos em pacientes transplantados renais.

As informações do Imunoglobulina antilinfocitária (cavalo) são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese