Glatirâmero - Informações

Glatiramer é um imunomodulador usado para reduzir a frequência de recidivas na esclerose múltipla (EM). Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Glatirâmero, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Glatirâmero

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Glatirâmero:

  • Nome: Glatirâmero
  • Nome em Inglês: Glatiramer
  • Nome Genérico: Glatiramer
  • Tipo: Biotech
  • Fórmula Química:

Informações Avançadas:

  • Nome Químico: [Nome químico do elemento]
  • Formula Molecular: [Fórmula molecular do elemento]
  • Peso Molecular: [Peso molecular do elemento]
  • Classe Terapêutica: [Classe terapêutica do elemento]
  • Mecanismo de Ação: [Mecanismo de ação do elemento]
  • Forma de Administração: [Forma de administração do elemento]
  • Outras Informações: [Outras informações relevantes]

Glatirâmero - História, Descoberta e Origem

Glatirâmero é um medicamento utilizado no tratamento da esclerose múltipla, uma doença autoimune que afeta o sistema nervoso central. Ele é composto por uma mistura de quatro polipeptídeos sintéticos, que são semelhantes aos encontrados na mielina, uma proteína que reveste os neurônios.

A história do glatirâmero começa na década de 1960, quando cientistas israelenses iniciaram estudos sobre a mielina e sua relação com a esclerose múltipla. Eles observaram que pacientes com a doença apresentavam uma diminuição na quantidade de mielina no cérebro e na medula espinhal, o que levou à hipótese de que a doença era causada por uma reação autoimune contra essa proteína.

Em 1971, os pesquisadores Shimon Benacerraf, Ruth Arnon e Michael Sela descobriram que uma proteína presente na mielina, chamada de proteína básica da mielina (MBP), era capaz de induzir uma resposta imunológica em animais. A partir dessa descoberta, eles desenvolveram um composto sintético semelhante à MBP, que foi chamado de copolímero-1.

Na década de 1980, os cientistas da empresa farmacêutica Teva Pharmaceutical Industries, liderados por Dvora Teitelbaum, iniciaram estudos clínicos com o copolímero-1 em pacientes com esclerose múltipla. Eles observaram que o medicamento era capaz de reduzir a frequência e a gravidade das crises da doença, além de melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

Em 1987, o copolímero-1 foi aprovado pelo FDA (Food and Drug Administration) dos Estados Unidos para o tratamento da esclerose múltipla. No entanto, a Teva Pharmaceuticals decidiu alterar a composição do medicamento, substituindo o copolímero-1 por uma mistura de quatro polipeptídeos sintéticos, que receberam o nome de glatirâmero.

Atualmente, o glatirâmero é comercializado em diversos países, incluindo o Brasil, sob o nome de Copaxone. Ele é indicado para o tratamento da esclerose múltipla remitente-recorrente, que é a forma mais comum da doença. O medicamento é administrado por meio de injeções subcutâneas diárias ou três vezes por semana, e atua na modulação do sistema imunológico, reduzindo a atividade das células responsáveis por atacar a mielina.

O glatirâmero foi uma grande descoberta no tratamento da esclerose múltipla, proporcionando uma opção eficaz e segura para os pacientes. Sua história e origem estão diretamente ligadas à compreensão da doença e à busca por tratamentos mais efetivos, o que demonstra a importância da pesquisa científica no desenvolvimento de novos medicamentos.

Indicações de uso - Glatirâmero

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Glatirâmero:

  • Tratamento da esclerose múltipla
  • Redução do número de surtos da doença
  • Diminuição da inflamação no sistema nervoso central
  • Melhora dos sintomas da esclerose múltipla, como fadiga e fraqueza muscular
  • Retardamento da progressão da doença
  • Administração por meio de injeções subcutâneas
  • Indicado para pacientes com idade entre 18 e 65 anos
  • Pode ser utilizado em conjunto com outros medicamentos para a esclerose múltipla
  • Eficácia comprovada em estudos clínicos
  • Pode ser utilizado em pacientes com diferentes formas de esclerose múltipla (recorrente-remitente, secundária progressiva ou primária progressiva)

Efeitos Colaterais - Glatirâmero

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Glatirâmero

  • Dor no local da aplicação
  • Vermelhidão no local da aplicação
  • Inchaço no local da aplicação
  • Coceira no local da aplicação
  • Calafrios
  • Dor de cabeça
  • Dores musculares
  • Náusea
  • Diarreia
  • Dor nas articulações

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Glatirâmero não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Glatirâmero?

  • Não deve ser utilizado por pacientes com hipersensibilidade ao Glatirâmero ou a qualquer componente da fórmula;
  • Pacientes com infecções ativas devem consultar o médico antes de iniciar o tratamento;
  • Não deve ser utilizado por pacientes com insuficiência renal grave;
  • Não deve ser utilizado por pacientes com histórico de hipersensibilidade a outras proteínas;
  • O uso de Glatirâmero durante a gravidez e amamentação deve ser discutido e avaliado pelo médico responsável;

Como Usar Glatirâmero

O glatirâmero é geralmente administrado por meio de injeção subcutânea. Siga as instruções do seu médico ou farmacêutico sobre como usar o medicamento e a frequência das injeções. Certifique-se de girar os locais de injeção para reduzir a irritação no local. Sempre descarte agulhas e seringas usadas de acordo com as instruções de descarte seguro. Se tiver alguma dúvida sobre como usar o glatirâmero, consulte o seu médico ou farmacêutico.

Média de Preço do Glatirâmero - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Glatirâmero em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil - R$ 2.000,00
  • EUA - $750,00
  • Euro - €600,00

Os preços do Glatirâmero podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Glatirâmero?

Glatiramer é um imunomodulador usado para reduzir a frequência de recidivas na esclerose múltipla (EM).

As informações do Glatirâmero são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese