Espironolactona - Informações

O Spironolactone é um antagonista do receptor de aldosterona utilizado para tratar edema, hipertensão, insuficiência cardíaca e aldosteronismo. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Espironolactona, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Espironolactona

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Espironolactona:

  • Nome: Espironolactona
  • Nome em Inglês: Spironolactone
  • Nome Genérico: Spironolactone
  • Tipo: Small Molecule
  • Fórmula Química: C24H32O4S

Informações Avançadas:

  • Nome químico: 7α-acetthio-17α-methylandrost-4-en-3-one
  • Fórmula molecular: C24H32O4S
  • Peso molecular: 416.573 g/mol
  • Classe terapêutica: Diurético poupador de potássio
  • Mecanismo de ação: Antagonista do receptor mineralocorticoide e inibidor da síntese de aldosterona
  • Forma de administração: Oral

Espironolactona - História, Descoberta e Origem

A Espironolactona é um medicamento diurético que atua bloqueando a ação do hormônio aldosterona, responsável pela retenção de sódio e água no organismo. Seu nome químico é 17-hidroxi-7a-mercapto-3-oxo-17a-pregn-4-ene-21-carboxilato de g- lactona e é comercializado sob diversos nomes, como Aldactone, Espironol, entre outros. A história da Espironolactona começa em meados do século XX, quando foi descoberta pelo médico americano James F. Tait em 1957. Ele observou que a substância, derivada da progesterona, apresentava propriedades diuréticas e anti-hipertensivas. A partir disso, o medicamento começou a ser utilizado no tratamento de condições como insuficiência cardíaca e hipertensão arterial. Com o passar dos anos, a Espironolactona também começou a ser utilizada no tratamento da síndrome dos ovários policísticos, uma condição hormonal que afeta mulheres em idade fértil. Isso acontece porque o medicamento também possui propriedades antiandrogênicas, ou seja, é capaz de bloquear a ação dos hormônios masculinos no organismo feminino. Além disso, a Espironolactona também é utilizada no tratamento da acne, especialmente em casos de acne resistente a outros medicamentos. Isso acontece porque a substância é capaz de inibir a produção de sebo pelas glândulas sebáceas, ajudando a controlar a oleosidade da pele. No entanto, apesar de sua eficácia no tratamento de diversas condições, a Espironolactona pode apresentar alguns efeitos colaterais, como náuseas, diarreia, dor de cabeça, tontura e alterações no ciclo menstrual. Por isso, é importante seguir as orientações médicas e realizar exames periódicos para monitorar o uso do medicamento. Em resumo, a Espironolactona é um medicamento importante e versátil, utilizado no tratamento de diversas condições relacionadas ao sistema cardíaco e hormonal. Sua descoberta e uso ao longo dos anos contribuíram para melhorar a qualidade de vida de muitas pessoas e continuam sendo uma opção terapêutica importante até os dias de hoje.

Indicações de uso - Espironolactona

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Espironolactona:

  • Medicamento diurético
  • Tratamento da hipertensão arterial
  • Tratamento da insuficiência cardíaca congestiva
  • Tratamento da síndrome pré-menstrual
  • Tratamento da acne em mulheres
  • Prevenção da retenção de líquidos em pacientes que fazem uso de corticosteróides
  • Indicado para pacientes com hiperaldosteronismo primário
  • Tratamento da cirrose hepática com ascite e edema
  • Redução de risco de morte cardiovascular em pacientes com insuficiência cardíaca grave
  • Combate a queda de cabelo em mulheres com excesso de hormônios masculinos
  • Pode ser utilizado como antiandrogênico em tratamentos de transtornos de hirsutismo e alopecia androgenética

Efeitos Colaterais - Espironolactona

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Espironolactona

  • Dor de cabeça
  • Tontura
  • Visão embaçada
  • Confusão
  • Náusea
  • Dor abdominal
  • Diarreia
  • Sonolência
  • Fadiga
  • Erupções cutâneas
  • Aumento da sensibilidade mamária
  • Irregularidades menstruais
  • Impotência
  • Ginecomastia (crescimento das mamas em homens)
  • Aumento de pelos em mulheres
  • Alterações no paladar
  • Alopecia (perda de cabelo)
  • Insuficiência renal
  • Hiperpotassemia (aumento de potássio no sangue)
  • Hiponatremia (diminuição de sódio no sangue)

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Espironolactona não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Espironolactona?

  • Gravidez e amamentação;
  • Hipersensibilidade à espironolactona ou a qualquer um dos componentes da fórmula;
  • Insuficiência renal aguda ou crônica, anúria, oligúria ou insuficiência renal progressiva;
  • Hiperpotassemia (aumento dos níveis de potássio no sangue);
  • Doenças hepáticas graves ou cirrose hepática com função hepática comprometida;
  • Uso concomitante de outros diuréticos poupadores de potássio, suplementos de potássio ou substitutos do sal contendo potássio;
  • Distúrbios eletrolíticos graves;
  • Uso concomitante de medicamentos que aumentam os níveis de potássio no sangue, como inibidores da enzima conversora de angiotensina (IECA), bloqueadores do receptor da angiotensina II (BRA), anti-inflamatórios não esteroides (AINEs), heparina, trimetoprima, entre outros;
  • Doença de Addison (insuficiência adrenal);
  • Diabetes mellitus descompensada;
  • Anemia hemolítica;
  • Uso de contraceptivos orais contendo estrogênio e progesterona;
  • Idosos com função renal comprometida;
  • Pacientes com histórico de hipersensibilidade a medicamentos sulfonamidas.

Como Usar Espironolactona

A espironolactona é um medicamento que deve ser usado apenas sob prescrição médica. Geralmente é receitada para tratar condições como hipertensão, insuficiência cardíaca, edema e síndrome dos ovários policísticos. O uso correto da espironolactona envolve seguir a dosagem e o cronograma prescritos pelo médico, não exceder a dosagem recomendada e informar ao médico sobre qualquer outro medicamento que esteja tomando. Além disso, é importante seguir as instruções do médico e fazer revisões regulares para acompanhar a eficácia e segurança do tratamento. É fundamental ler atentamente a bula do medicamento e esclarecer quaisquer dúvidas com o médico ou farmacêutico antes de usar a espironolactona.

Média de Preço do Espironolactona - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Espironolactona em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 25,00
  • EUA: $6,00
  • Euro: €5,00

Os preços do Espironolactona podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Espironolactona?

O Spironolactone é um antagonista do receptor de aldosterona utilizado para tratar edema, hipertensão, insuficiência cardíaca e aldosteronismo.

As informações do Espironolactona são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese