Erva de São João - Informações

A Hipericão de St. John é um ingrediente herbal utilizado em produtos terapêuticos de venda livre para o tratamento de curto prazo de irritações cutâneas leves, insônia, depressão e ansiedade. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Erva de São João, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Erva de São João

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Erva de São João:

  • Nome: Erva de São João
  • Nome em Inglês: St. John's Wort
  • Nome Genérico:
  • Tipo:
  • Fórmula Química:

Informações Avançadas:

  • Nome químico: Hypericum perforatum
  • Fórmula molecular: C30H16O8
  • Peso molecular: 504.436 g/mol
  • Classe terapêutica: Fitoterápico, Antidepressivo
  • Mecanismo de ação: Inibição da recaptação de serotonina, dopamina e norepinefrina
  • Forma de administração: Comprimidos, cápsulas, extratos líquidos

Erva de São João - História, Descoberta e Origem

A erva de São João, também conhecida como hipérico, é uma planta nativa da Europa e Ásia. Seu nome científico é Hypericum perforatum e ela é amplamente cultivada em diferentes partes do mundo devido às suas propriedades medicinais. A história da erva de São João remonta a milhares de anos, sendo utilizada por civilizações antigas como os egípcios, gregos e romanos para tratar diversos problemas de saúde. No entanto, foi o médico grego Hipócrates que primeiro documentou suas propriedades medicinais, atribuindo a planta o poder de aliviar dores e curar feridas. Na Idade Média, a erva de São João ganhou grande destaque por ser usada como um talismã de proteção contra maus espíritos e doenças. Além disso, era comumente utilizada para tratar problemas de pele, como queimaduras e feridas. Seu nome popular, hipérico, tem origem na palavra grega "hyperikon", que significa "sobre o ícone", em referência à crença de que a planta tinha o poder de afastar o mal. Com o passar dos séculos, a erva de São João continuou sendo amplamente utilizada na medicina popular, principalmente na Europa. No entanto, foi apenas no século XX que ela começou a ganhar destaque na comunidade científica, sendo realizados diversos estudos que comprovaram suas propriedades anti-inflamatórias, antidepressivas e antissépticas. Atualmente, a erva de São João é amplamente utilizada como um tratamento natural para diversos problemas de saúde, como ansiedade, insônia, dores musculares e até mesmo depressão. Ela é encontrada em diferentes formas, como chás, cápsulas e extratos, e seu uso é considerado seguro quando feito de forma correta e sob a supervisão de um profissional de saúde. Apesar de seus benefícios, é importante ressaltar que a erva de São João pode interagir com certos medicamentos, como anticoncepcionais e antidepressivos, e também pode causar efeitos colaterais em algumas pessoas. Portanto, é essencial consultar um médico antes de utilizar a planta como tratamento. Em resumo, a erva de São João é uma planta com uma longa história de uso medicinal e continua sendo valorizada até os dias de hoje. Seu poder terapêutico tem sido comprovado pela ciência, tornando-a uma opção natural e eficaz para o tratamento de diversos problemas de saúde.

Indicações de uso - Erva de São João

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Erva de São João:

  • Tratamento de depressão leve a moderada
  • Alívio dos sintomas de ansiedade e estresse
  • Melhora do humor e do sono
  • Redução da fadiga e do cansaço
  • Auxílio no tratamento de dores de cabeça e enxaqueca
  • Controle dos sintomas da TPM e menopausa
  • Fortalecimento do sistema imunológico
  • Cicatrização de feridas e lesões na pele
  • Prevenção de doenças cardiovasculares
  • Tratamento de infecções urinárias e gastrointestinais

Efeitos Colaterais - Erva de São João

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Erva de São João

  • Dores de cabeça
  • Náuseas
  • Diarreia
  • Boca seca
  • Tonturas
  • Fotossensibilidade
  • Insônia
  • Irritação na pele
  • Confusão mental
  • Alterações no humor
  • Ansiedade
  • Agitação
  • Perda de apetite
  • Aumento da pressão arterial
  • Interferência em medicamentos

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Erva de São João não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Erva de São João?

  • Gravidez
  • Lactação
  • Interações medicamentosas
  • Sensibilidade à luz solar
  • Cirurgia recente
  • Transtornos psiquiátricos

Como Usar Erva de São João

A erva de São João pode ser utilizada para fazer um chá. Para isso, basta colocar 1-2 colheres de chá de erva de São João em uma xícara de água quente e deixar em infusão por cerca de 5 minutos. Em seguida, coe e beba o chá. É importante seguir as orientações do fabricante e consultar um profissional de saúde antes de usar qualquer erva para garantir que não haja interações com medicamentos ou condições de saúde existentes.

Média de Preço do Erva de São João - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Erva de São João em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 30,00
  • EUA: $10.00
  • Euro: €20.00

Os preços do Erva de São João podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Erva de São João?

A Hipericão de St. John é um ingrediente herbal utilizado em produtos terapêuticos de venda livre para o tratamento de curto prazo de irritações cutâneas leves, insônia, depressão e ansiedade.

As informações do Erva de São João são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese