Colecistoquinina - Informações

A colecistoquinina é um hormônio produzido pelo intestino que estimula a liberação da bile e a digestão de gorduras. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Colecistoquinina, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Colecistoquinina

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Colecistoquinina:

  • Nome: Colecistoquinina
  • Nome em Inglês: Cholecystokinin
  • Nome Genérico:
  • Tipo: CCK-PZ Human CCK-33 Human cholecystokinin-33 Pancreozymin
  • Fórmula Química:

Informações Avançadas:

  • Nome químico: Colecistocinina-pancreozimina
  • Formula molecular: C93H143N27O24S2
  • Peso molecular: 2019,29 g/mol
  • Classe terapêutica: Hormônio gastrointestinal
  • Mecanismo da ação: Estimulação da contração da vesícula biliar e liberação de enzimas pancreáticas
  • Forma de administração: Oral, intramuscular, intravenosa

Colecistoquinina - História, Descoberta e Origem

A colecistoquinina, também conhecida como CCK, é um hormônio produzido pelo intestino delgado e pelo cérebro. Ele desempenha um papel importante no processo digestivo, bem como na regulação do apetite e da saciedade. A história da colecistoquinina começa em meados do século XX, quando os cientistas descobriram que a estimulação do nervo vago, que conecta o cérebro ao trato gastrointestinal, podia causar a liberação de um hormônio que estimulava a contração da vesícula biliar. Esse hormônio foi posteriormente chamado de colecistoquinina, devido ao seu efeito na vesícula biliar (colecisto) e no pâncreas (quinina). Com o avanço da tecnologia, os cientistas foram capazes de isolar e identificar a estrutura da colecistoquinina, que é composta por 33 aminoácidos. Descobriu-se que esse hormônio é produzido pelas células intestinais, principalmente nas regiões do duodeno e do jejuno, e também é encontrado em níveis menores no cérebro. A colecistoquinina tem uma variedade de funções no corpo humano. Ela estimula a contração da vesícula biliar, que ajuda na digestão de gorduras, e também estimula a liberação de enzimas pancreáticas, que ajudam na digestão de proteínas e carboidratos. Além disso, a CCK também desempenha um papel na regulação do apetite e da saciedade, pois é responsável por enviar sinais para o cérebro informando que o estômago está cheio. Alguns estudos também sugerem que a colecistoquinina pode estar envolvida em outras funções no corpo, como a regulação da ansiedade e do humor. Além disso, ela pode ter efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes. Em resumo, a colecistoquinina é um hormônio essencial para o processo digestivo e para a regulação do apetite e da saciedade. Sua descoberta e estudo continuam sendo importantes para a compreensão das funções do corpo humano e para o desenvolvimento de novos tratamentos para distúrbios digestivos e transtornos alimentares.

Indicações de uso - Colecistoquinina

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Colecistoquinina:

  • A colecistoquinina é um hormônio produzido pelo intestino delgado e pelo cérebro
  • Serve para estimular a contração da vesícula biliar e a liberação de bile para o processo de digestão
  • Também atua como um supressor do apetite, regulando a sensação de saciedade
  • Indicado para pessoas com problemas de digestão, como a síndrome do intestino irritável
  • Pode ser utilizado como tratamento para a anorexia nervosa
  • Auxilia no controle da glicemia, sendo indicado para pacientes com diabetes
  • Pode ser usado como coadjuvante no tratamento da obesidade
  • Estudos indicam que a colecistoquinina pode ter propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes
  • Alguns autores sugerem que o hormônio também pode ter efeitos no humor e na regulação do estresse

Efeitos Colaterais - Colecistoquinina

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Colecistoquinina

  • Dor abdominal
  • Náusea
  • Vômito
  • Diarréia
  • Flatulência
  • Distensão abdominal
  • Perda de apetite
  • Alterações no paladar
  • Dor de cabeça
  • Tontura
  • Fadiga
  • Palpitações
  • Reações alérgicas (raras)
  • Alterações na função hepática (raras)

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Colecistoquinina não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Colecistoquinina?

  • Não deve ser utilizado por pessoas com hipersensibilidade conhecida à colecistoquinina ou a qualquer outro componente da fórmula;
  • Deve ser utilizado com cautela em pacientes com histórico de doenças gastrointestinais, como úlceras, gastrite ou doença inflamatória intestinal;
  • Não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou em fase de amamentação sem orientação médica;
  • Pacientes com histórico de problemas renais devem utilizar o medicamento com cautela, pois a colecistoquinina pode afetar a função renal;
  • O uso prolongado do medicamento pode causar dependência;
  • Não deve ser utilizado em crianças menores de 12 anos sem orientação médica;
  • Pode causar tontura e sonolência, portanto, deve-se evitar dirigir ou operar máquinas após o uso do medicamento;
  • Pode interagir com outros medicamentos, por isso, é importante informar ao médico sobre todos os medicamentos em uso antes de iniciar o tratamento com colecistoquinina;
  • Pode causar reações alérgicas em algumas pessoas, sendo necessário interromper o uso e procurar orientação médica caso isso ocorra;
  • Não deve ser utilizado em conjunto com bebidas alcoólicas;
  • Pode causar alterações no ritmo cardíaco, por isso, deve ser utilizado com cautela em pacientes com problemas cardíacos.

Como Usar Colecistoquinina

A colecistoquinina pode ser usada conforme prescrito por um médico ou profissional de saúde. Geralmente, é liberada no organismo em resposta à ingestão de alimentos, estimulando a contração da vesícula biliar para liberar bile no intestino delgado e ajudar na digestão. Se houver alguma necessidade específica de uso da colecistoquinina para fins terapêuticos, é importante seguir as instruções e orientações médicas.

Média de Preço do Colecistoquinina - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Colecistoquinina em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 50,00
  • EUA: $ 15,00
  • Euro: € 12,00

Os preços do Colecistoquinina podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Colecistoquinina?

A colecistoquinina é um hormônio produzido pelo intestino que estimula a liberação da bile e a digestão de gorduras.

As informações do Colecistoquinina são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese