Bleomicina - Informações

A bleomicina é um agente quimioterápico utilizado no tratamento de vários tipos de malignidades, incluindo malignidades de cabeça e pescoço, linfoma e tumores testiculares, entre outros. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Bleomicina, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Bleomicina

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Bleomicina:

  • Nome: Bleomicina
  • Nome em Inglês: Bleomycin
  • Nome Genérico:
  • Tipo:
  • Fórmula Química: C55H84N17O21S3

Informações Avançadas:

  • Nome químico: Bleomicina
  • Formula molecular: C55H84N17O21S3
  • Peso molecular: 1415.52 g/mol
  • Classe terapêutica: Agente antineoplásico
  • Mecanismo da ação: Inibe a síntese de DNA
  • Forma de administração: Intravenosa ou intramuscular

Bleomicina - História, Descoberta e Origem

A Bleomicina é um medicamento que pertence ao grupo dos antibióticos, e que é utilizado no tratamento de diferentes tipos de câncer, como o linfoma de Hodgkin, o câncer de testículo, o câncer de cabeça e pescoço, entre outros. Ela foi descoberta em 1966 por cientistas japoneses, que estavam estudando as propriedades de uma bactéria encontrada no solo, a Streptomyces verticillus.

A bleomicina é um medicamento de ação citotóxica, ou seja, ele ataca as células cancerígenas e impede o seu crescimento e proliferação. Sua ação se dá por meio da inibição da síntese de DNA e RNA, que são essenciais para o desenvolvimento e reprodução das células cancerosas.

Além do seu uso no tratamento do câncer, a bleomicina também pode ser utilizada em casos de verrugas genitais, devido à sua ação antiviral. No entanto, é importante ressaltar que esse medicamento deve ser utilizado apenas sob prescrição médica e com acompanhamento adequado, pois pode causar efeitos colaterais como náuseas, vômitos, queda de cabelo e problemas pulmonares.

Apesar de ser um medicamento importante no combate ao câncer, a bleomicina também apresenta alguns desafios no seu uso. Isso porque algumas células cancerígenas podem desenvolver resistência a ela, tornando o tratamento menos eficaz. Além disso, a sua toxicidade pode afetar também as células saudáveis do organismo, o que pode causar efeitos colaterais graves.

Por isso, é fundamental que a bleomicina seja utilizada com cautela e sob orientação médica, para que os seus benefícios superem os possíveis efeitos adversos. E, apesar dos desafios, essa substância continua sendo uma importante ferramenta no combate ao câncer e na busca por tratamentos cada vez mais eficazes e menos invasivos para essa doença tão complexa.

Indicações de uso - Bleomicina

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Bleomicina:

  • Tratamento de cânceres, como linfoma, câncer de testículo, câncer de cabeça e pescoço
  • Prevenção de cicatrizes em queimaduras graves
  • Tratamento de verrugas e moluscos contagiosos
  • Indicada para pacientes com insuficiência renal ou hepática, pois é eliminada principalmente pelos pulmões
  • Pode ser usada em combinação com outros medicamentos, como a bleomicina, para potencializar o efeito
  • Pode ser administrada por via intravenosa, intramuscular ou tópica, dependendo da indicação e do paciente
  • Pode causar efeitos colaterais, como náuseas, vômitos, perda de cabelo e danos pulmonares, que devem ser monitorados pelo médico

Efeitos Colaterais - Bleomicina

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Bleomicina

  • Supressão da medula óssea
  • Fadiga
  • Perda de apetite
  • Náusea e vômito
  • Dor abdominal
  • Diarreia
  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar
  • Inflamação na boca e garganta
  • Perda de cabelo
  • Coceira na pele
  • Erupções cutâneas
  • Dor nas articulações e músculos
  • Sensibilidade à luz solar
  • Alterações nos níveis sanguíneos de cálcio e potássio
  • Efeitos no sistema nervoso, como tontura e confusão

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Bleomicina não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Bleomicina?

  • Gravidez e amamentação
  • Insuficiência hepática
  • Insuficiência renal
  • Doenças pulmonares
  • Hipersensibilidade à bleomicina

Como Usar Bleomicina

A Bleomicina é um medicamento injetável que é administrado por um profissional de saúde qualificado, como um médico ou enfermeiro. Geralmente, é utilizada no tratamento de certos tipos de câncer, como linfoma ou carcinoma de células escamosas. O medicamento é administrado por injeção intravenosa, intramuscular ou subcutânea, e a dosagem e frequência são determinadas pelo médico, com base na condição do paciente e na resposta ao tratamento. É importante seguir as instruções do médico e não ajustar a dosagem por conta própria. Também é fundamental informar o médico sobre quaisquer outros medicamentos ou suplementos que esteja tomando, pois a Bleomicina pode interagir com outros medicamentos.

Média de Preço do Bleomicina - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Bleomicina em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 200,00
  • EUA: $150,00
  • Euro: €130,00

Os preços do Bleomicina podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Bleomicina?

A bleomicina é um agente quimioterápico utilizado no tratamento de vários tipos de malignidades, incluindo malignidades de cabeça e pescoço, linfoma e tumores testiculares, entre outros.

As informações do Bleomicina são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese