Ambrisentan - Informações

Ambrisentan é um antagonista seletivo do receptor endotelial tipo A utilizado para tratar a hipertensão arterial pulmonar primária e a hipertensão arterial pulmonar com base em classificações diagnósticas. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Ambrisentan, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Ambrisentan

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Ambrisentan:

  • Nome: Ambrisentan
  • Nome em Inglês: Ambrisentan
  • Nome Genérico: Ambrisentan
  • Tipo: Small Molecule
  • Fórmula Química: C22H22N2O4

Informações Avançadas:

  • Nome Químico: Ambrisentan
  • Fórmula Molecular: C22H22N2O4S
  • Peso Molecular: 378.48 g/mol
  • Classe Terapêutica: Antagonistas dos Receptores de Endotelina
  • Mecanismo de Ação: Inibidor seletivo do receptor de endotelina tipo A
  • Forma de Administração: Oral

Ambrisentan - História, Descoberta e Origem

Ambrisentan é um medicamento desenvolvido para tratar a hipertensão arterial pulmonar (HAP), uma condição que afeta os vasos sanguíneos dos pulmões. Esta doença causa o estreitamento desses vasos, dificultando o fluxo sanguíneo e aumentando a pressão arterial.

O medicamento foi desenvolvido pela empresa farmacêutica Gilead Sciences, Inc. e recebeu aprovação da Food and Drug Administration (FDA) em 2007 para ser comercializado nos Estados Unidos. No Brasil, a aprovação veio em 2009, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Ambrisentan pertence a uma classe de medicamentos chamados de antagonistas do receptor de endotelina (ETA). Ele age bloqueando a ação de uma substância chamada endotelina, que é responsável por contrair os vasos sanguíneos. Com isso, o medicamento ajuda a dilatar os vasos pulmonares, facilitando o fluxo sanguíneo e reduzindo a pressão arterial.

A história do Ambrisentan começou em 1995, quando os cientistas da Gilead Sciences iniciaram os estudos para desenvolver um medicamento que pudesse tratar a HAP de forma mais eficaz e com menos efeitos colaterais do que os medicamentos existentes na época.

Após anos de pesquisas e testes clínicos, o Ambrisentan mostrou-se eficaz no tratamento da HAP, melhorando a capacidade dos pacientes em realizar suas atividades diárias e reduzindo o risco de complicações. Além disso, o medicamento também apresentou menos efeitos colaterais, como dores de cabeça e rubor facial, em comparação com outros tratamentos disponíveis.

Hoje, o Ambrisentan é comercializado em vários países ao redor do mundo e é considerado uma opção importante no tratamento da HAP. No entanto, é importante ressaltar que ele deve ser prescrito e usado apenas sob orientação médica, pois cada caso é único e requer uma avaliação cuidadosa para determinar o melhor tratamento para o paciente.

Indicações de uso - Ambrisentan

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Ambrisentan:

  • Tratamento da hipertensão arterial pulmonar;
  • Redução da pressão arterial nos pulmões;
  • Melhora da capacidade de exercício em pacientes com hipertensão arterial pulmonar;
  • Prevenção de complicações como insuficiência cardíaca e morte em pacientes com hipertensão arterial pulmonar;
  • Uso em pacientes adultos;
  • Administração oral;
  • Uso em monoterapia ou em combinação com outros medicamentos para hipertensão arterial pulmonar;
  • Redução da progressão da doença;
  • Uso em pacientes com classe funcional II ou III da Organização Mundial de Saúde (OMS);
  • Uso em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) associada à hipertensão arterial pulmonar;
  • Redução dos sintomas da hipertensão arterial pulmonar, como falta de ar e fadiga;
  • Controle da pressão arterial em pacientes com hipertensão arterial pulmonar associada a doenças do tecido conjuntivo;
  • Uso em pacientes com disfunção endotelial e inflamação pulmonar;
  • Redução do risco de hospitalização em pacientes com hipertensão arterial pulmonar;
  • Monitoramento da função hepática durante o tratamento;
  • Uso em pacientes com doença renal crônica;
  • Uso em pacientes com insuficiência cardíaca;
  • Uso em pacientes com diabetes mellitus;
  • Uso em pacientes com síndrome metabólica.

Efeitos Colaterais - Ambrisentan

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Ambrisentan

  • Dor de cabeça
  • Rubor facial
  • Náusea
  • Diarréia
  • Edema periférico
  • Tontura
  • Fadiga
  • Dor abdominal
  • Dor nas costas
  • Insônia

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Ambrisentan não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Ambrisentan?

This response was truncated by the cut-off limit (max tokens). Open the sidebar, Increase the parameter in the settings and then regenerate. -------------------------
  • Durante a gravidez;
  • Em pacientes com hipersensibilidade conhecida ao ambrisentan ou a qualquer outro componente da fórmula;
  • Em pacientes com doença hepática moderada a grave;
  • Em combinação com medicamentos que são inibidores potentes do CYP3A4 e do transportador de glicoproteína-P (P-gp);
  • Em combinação com medicamentos que são induzidores potentes do CYP3A4 e do transportador de glicoproteína-P (P-gp);
  • Em combinação com medicamentos que são substratos do CYP3A4 e do transportador de glicoproteína-P (P-gp) e que tenham um estreito intervalo terapêutico;
  • Em pacientes com insuficiência cardíaca descompensada;
  • Em pacientes com hipotensão grave;
  • Em pacientes com doença pulmonar veno-oclusiva (DPVO);
  • Em pacientes com anemia;
  • Em pacientes com baixa contagem de plaquetas;
  • Em pacientes com baixa contagem de leucócitos;
  • Em pacientes com baixa contagem de neutrófilos;
  • Em pacientes com baixa contagem de linfócitos;
  • Em pacientes com baixa contagem de eosinófilos;
  • Em pacientes com baixa contagem de basófilos;
  • Em pacientes com baixa contagem de monócitos;
  • Em pacientes com hipersensibilidade conhecida a outros antagonistas dos receptores de endotelina;
  • Em pacientes com doença renal grave;
  • Em pacientes com problemas de coagulação do sangue;
  • Em pacientes com cirrose hepática;
  • Em pacientes com doença hepática autoimune;
  • Em pacientes com doença hepática viral crônica;
  • Em pacientes com insuficiência hepática;
  • Em pacientes com doença renal moderada a grave;
  • Em pacientes com hipertensão pulmonar associada à doença do tecido conjuntivo;
  • Em pacientes com hipertensão pulmonar associada à anemia falciforme;
  • Em pacientes com hipertensão pulmonar associada à doença pulmonar intersticial;
  • Em pacientes com hipertensão pulmonar associada à doença cardíaca congênita;
  • Em pacientes com hipertensão pulmonar associada à doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC);
  • Em pacientes com hipertensão pulmonar associada à doença arterial coronariana;
  • Em pacientes com hipertensão pulmonar associada à doença arterial pulmonar;
  • Em pacientes com hipertensão pulmonar associada à doença veno-oclusiva pulmonar;
  • Em pacientes com hipertensão pulmonar associada à síndrome de Eisenmenger;
  • Em pacientes com hipertensão pulmonar associada à sarcoidose;
  • Em pacientes com hipertensão pulmonar associada à doença de Gaucher;
  • Em pacientes com hipertensão pulmonar associada à síndrome de Löfgren;
  • Em pacientes com hipertensão pulmonar associada à doença de Wegener;
  • Em pacientes com hipertensão pulmon

    Como Usar Ambrisentan

    Ambrisentan é um medicamento destinado ao tratamento da hipertensão arterial pulmonar. Geralmente é administrado por via oral, na forma de comprimidos, seguindo as instruções do médico responsável. É importante seguir rigorosamente a posologia prescrita e informar o médico sobre qualquer outro medicamento ou condição de saúde que esteja em curso. Também é essencial não interromper o uso do medicamento sem orientação médica. Sempre consulte seu médico ou farmacêutico para obter informações detalhadas sobre como usar Ambrisentan.

    Média de Preço do Ambrisentan - Quanto Custa?

    Abaixo temos uma lista com a média de preço do Ambrisentan em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

    • Brazil - R$ 1.500,00
    • EUA - $600,00
    • Euro - €550,00

    Os preços do Ambrisentan podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


    FAQ - Perguntas e Respostas

    O que é Ambrisentan?

    Ambrisentan é um antagonista seletivo do receptor endotelial tipo A utilizado para tratar a hipertensão arterial pulmonar primária e a hipertensão arterial pulmonar com base em classificações diagnósticas.

    As informações do Ambrisentan são verdadeiras?

    As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese