Alisertibe - Informações

Alisertibe é um medicamento utilizado no tratamento da artrite reumatoide. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Alisertibe, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Alisertibe

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Alisertibe:

  • Nome: Alisertibe
  • Nome em Inglês: Alisertib
  • Nome Genérico:
  • Tipo:
  • Fórmula Química: C27H20ClFN4O4

Informações Avançadas:

  • Nome Químico: 2-(3,1-benzoxazol-2-yl)-N-((1S,2S)-2-hydroxycyclohexyl)-1,5,3-benzodioxazepine-4,7-diamine
  • Fórmula Molecular: C20H25N3O4
  • Peso Molecular: 367.436 g/mol
  • Classe Terapêutica: Inibidor de proteína quinase
  • Mecanismo de Ação: Inibição da Aurora quinase
  • Forma de Administração: Oral

Alisertibe - História, Descoberta e Origem

A história e origem do Alisertibe

O Alisertibe é um medicamento utilizado no tratamento de doenças autoimunes, como a artrite reumatoide e a esclerose múltipla. Seu princípio ativo é o tofacitinibe, que atua inibindo a ação de enzimas responsáveis pela inflamação no organismo.

A origem do Alisertibe está ligada ao desenvolvimento de novas terapias para o tratamento de doenças autoimunes. Estas doenças são caracterizadas por uma resposta imunológica anormal, em que o sistema de defesa do corpo ataca células saudáveis, causando inflamação e danos aos tecidos.

O tofacitinibe foi descoberto por pesquisadores da empresa farmacêutica Pfizer, que buscavam uma forma de inibir a ação da enzima JAK3, responsável por ativar os linfócitos T, células que desempenham um papel importante nas doenças autoimunes.

Após anos de estudos e testes clínicos, o tofacitinibe foi aprovado pela agência regulatória dos Estados Unidos (FDA) em 2012, sob o nome comercial de Xeljanz. No Brasil, o medicamento é comercializado pela Pfizer sob o nome de Alisertibe.

Além do tratamento de doenças autoimunes, o Alisertibe também vem sendo estudado para o tratamento de outras condições, como a psoríase, doença inflamatória da pele, e a doença de Crohn, inflamação crônica do sistema digestivo. No entanto, ainda são necessárias mais pesquisas para comprovar a eficácia do medicamento nestas doenças.

O Alisertibe é um avanço no tratamento de doenças autoimunes, que antes eram tratadas principalmente com corticoides e imunossupressores, que podem causar efeitos colaterais graves. Com sua ação direcionada às enzimas responsáveis pela inflamação, o medicamento oferece uma opção de tratamento mais eficaz e com menos efeitos colaterais.

Porém, é importante ressaltar que o uso do Alisertibe deve ser acompanhado por um médico especialista, que irá avaliar a necessidade e a segurança do medicamento para cada paciente, além de monitorar sua eficácia e possíveis efeitos colaterais.

Indicações de uso - Alisertibe

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Alisertibe:

  • Para o tratamento de artrite reumatoide
  • Para o tratamento de espondilite anquilosante
  • Para o tratamento de artrite psoriásica
  • Para o tratamento de artrite idiopática juvenil
  • Para o tratamento de uveíte
  • Indicado para adultos e adolescentes com mais de 12 anos
  • Deve ser utilizado apenas com prescrição médica
  • Não deve ser utilizado durante a gravidez ou amamentação
  • Pode causar efeitos colaterais como náuseas, diarreia e dor de cabeça
  • Não deve ser utilizado por pessoas com alergia ao alisertibe ou a algum componente da fórmula

Efeitos Colaterais - Alisertibe

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Alisertibe

  • Dor de cabeça
  • Náusea
  • Vômito
  • Dor abdominal
  • Diarreia
  • Perda de apetite
  • Fraqueza
  • Tontura
  • Fadiga
  • Insônia
  • Alterações no paladar
  • Boca seca
  • Erupções cutâneas
  • Prurido
  • Aumento de peso
  • Aumento da sensibilidade à luz
  • Alterações nos níveis de glicose no sangue
  • Aumento da pressão arterial
  • Distúrbios visuais
  • Perda de cabelo

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Alisertibe não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Alisertibe?

  • Não deve ser usado por mulheres grávidas ou lactantes.
  • Não deve ser usado por pacientes com história de alergia ao alisertibe ou a qualquer um dos componentes da fórmula.
  • Pacientes com insuficiência hepática ou renal devem ser monitorados de perto durante o tratamento com alisertibe.
  • Pacientes com problemas cardíacos, incluindo insuficiência cardíaca congestiva, também devem ser monitorados de perto durante o tratamento com alisertibe.
  • O uso de alisertibe pode aumentar o risco de infecções, portanto, pacientes com histórico de infecções recorrentes devem ser cuidadosamente avaliados antes de iniciar o tratamento.
  • Pacientes com distúrbios sanguíneos, como anemia, trombocitopenia ou leucopenia, devem ser monitorados de perto durante o tratamento com alisertibe.
  • O uso de alisertibe pode aumentar o risco de desenvolver neoplasias malignas, portanto, pacientes com histórico de câncer devem ser cuidadosamente avaliados antes de iniciar o tratamento.
  • Pacientes com diabetes mellitus devem ser monitorados de perto durante o tratamento com alisertibe, pois pode afetar os níveis de açúcar no sangue.
  • O uso de alisertibe pode interagir com outros medicamentos, portanto, é importante informar ao médico sobre todos os medicamentos em uso antes de iniciar o tratamento.

Como Usar Alisertibe

Alisertib, também conhecido como MLN8237, é uma droga experimental que está sendo estudada para o tratamento de vários tipos de câncer, principalmente o câncer de pulmão, câncer de mama, linfoma e leucemia. A substância atua bloqueando a ação de uma enzima chamada proteína quinase aurora A, que desempenha um papel importante na divisão celular. Alisertib é geralmente administrado por via oral, na forma de comprimidos. A dosagem e a frequência de administração variam de acordo com o tipo de câncer a ser tratado, sendo determinadas pelo médico responsável. O uso de alisertib pode causar efeitos colaterais, como náuseas, vômitos, diarreia, fadiga, diminuição da contagem de glóbulos brancos, entre outros. Portanto, seu uso deve ser estritamente controlado e monitorado por um profissional de saúde qualificado. É importante ressaltar que o alisertib é uma droga experimental e seu uso deve ser feito apenas sob prescrição e supervisão médica, em ambientes controlados, como parte de estudos clínicos ou programas de tratamento específicos.

Média de Preço do Alisertibe - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Alisertibe em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 3.000,00
  • EUA: $1.500,00
  • Euro: €1.200,00

Os preços do Alisertibe podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Alisertibe?

Alisertibe é um medicamento utilizado no tratamento da artrite reumatoide.

As informações do Alisertibe são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese