Aldosterona - Informações

Hormônio produzido pelas glândulas adrenais que regula o equilíbrio de sódio e potássio no organismo. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Aldosterona, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Aldosterona

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Aldosterona:

  • Nome: Aldosterona
  • Nome em Inglês: Aldosterone
  • Nome Genérico:
  • Tipo:
  • Fórmula Química: C21H28O5

Informações Avançadas:

  • Nome químico: 11β,21-dihydroxy-3,20-dioxopregn-4-en-18-al
  • Formula molecular: C21H28O5
  • Peso molecular: 360.442 g/mol
  • Classe terapêutica: Esteroides
  • Mecanismo de ação: Regula a pressão arterial e o equilíbrio de sódio e potássio nos rins
  • Forma de administração: Oral ou injetável

Aldosterona - História, Descoberta e Origem

Aldosterona é um hormônio produzido pelas glândulas supra-renais, localizadas acima dos rins. Ele desempenha um papel fundamental no controle do equilíbrio de água e sal no corpo.

A história da aldosterona remonta ao início do século XX, quando o fisiologista alemão Adolf Butenandt descobriu a presença de um hormônio específico nas glândulas supra-renais de animais. Ele chamou esse hormônio de "substância A", mas foi somente em 1953 que o bioquímico americano Edward C. Kendall isolou e identificou a aldosterona como a substância A.

A origem do nome "aldosterona" vem do fato de que esse hormônio é um esteróide, ou seja, é derivado do colesterol. A palavra "esteróide" vem do grego "stereos", que significa sólido, e "eidos", que significa forma. Além disso, "aldosterona" vem do latim "aldehydum" (álcool) e "sterone" (esteróide).

A principal função da aldosterona é regular a quantidade de sódio e potássio no corpo. Ela age no rim, estimulando a reabsorção de sódio e a excreção de potássio na urina. Isso resulta em um aumento da quantidade de sódio no sangue e uma diminuição da quantidade de potássio, mantendo o equilíbrio eletrolítico do organismo.

Além disso, a aldosterona também tem um papel importante na manutenção da pressão arterial. Quando os níveis de sódio estão baixos, a glândula supra-renal produz mais aldosterona, o que aumenta a reabsorção de sódio nos rins e, consequentemente, aumenta a pressão arterial. Por outro lado, quando os níveis de sódio estão altos, a produção de aldosterona é inibida, o que diminui a pressão arterial.

Em condições normais, a produção de aldosterona é regulada pelo sistema renina-angiotensina-aldosterona (SRAA). Quando a pressão arterial está baixa, o rim libera uma enzima chamada renina, que atua sobre uma proteína chamada angiotensinogênio e a transforma em angiotensina I. A angiotensina I é então convertida em angiotensina II, que estimula a produção de aldosterona pelas glândulas supra-renais.

Além disso, a aldosterona também pode ser afetada por outros hormônios, como o hormônio antidiurético (ADH), que é produzido pela glândula pituitária. O ADH também atua no rim, aumentando a reabsorção de água, o que ajuda a regular o volume sanguíneo e a pressão arterial.

Em resumo, a aldosterona é um hormônio essencial para o equilíbrio do corpo humano. Ele ajuda a regular a pressão arterial, o volume sanguíneo e o equilíbrio eletrolítico. Qualquer desequilíbrio na produção de aldosterona pode levar a problemas como hipertensão, hipotensão, desidratação e desequilíbrio eletrolítico.

Indicações de uso - Aldosterona

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Aldosterona:

  • Regulação da pressão arterial
  • Equilíbrio de sódio e potássio no organismo
  • Estímulo à reabsorção de água pelos rins
  • Controle da osmolaridade do sangue
  • Manutenção do volume sanguíneo
  • Função anti-inflamatória
  • Regulação do pH sanguíneo
  • Contribuição para a função cardíaca e renal
  • Indicada para pacientes com hiperaldosteronismo
  • Tratamento de insuficiência cardíaca
  • Indicada para distúrbios hormonais
  • Auxílio no tratamento de edema
  • Utilizada em casos de hipertensão arterial

Efeitos Colaterais - Aldosterona

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Aldosterona

  • Aumento da retenção de sódio e água no organismo
  • Redução da excreção de potássio e magnésio pela urina
  • Estimulação da produção de renina e angiotensina II
  • Aumento da pressão arterial
  • Redução da diurese
  • Aumento da sede e da ingestão de líquidos
  • Retenção de líquidos nos tecidos, podendo causar edema
  • Aumento da secreção de ácido clorídrico no estômago
  • Redução da secreção de potássio e ácido clorídrico no suco gástrico
  • Alterações no metabolismo de carboidratos, proteínas e gorduras
  • Redução da síntese de proteínas pelo fígado
  • Aumento da pressão intraocular
  • Alterações na função renal
  • Aumento da sensibilidade à insulina
  • Retenção de ácido úrico, podendo causar gota
  • Alterações no ciclo menstrual
  • Aumento da transpiração
  • Redução da libido
  • Aumento da produção de hormônios sexuais masculinos e femininos
  • Alterações no humor e no comportamento

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Aldosterona não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Aldosterona?

  • Pacientes com hipersensibilidade à substância ativa ou a qualquer um dos componentes da fórmula.
  • Pacientes com insuficiência renal grave.
  • Pacientes com hipercalcemia ou hipocaliemia.
  • Pacientes com doenças cardíacas graves, como insuficiência cardíaca ou arritmias.
  • Mulheres grávidas ou amamentando.

Como Usar Aldosterona

Aldosterona é um hormônio produzido pelas glândulas supra-renais. Seu principal papel é regular a pressão sanguínea e os níveis de sal e água no corpo. O uso da aldosterona é geralmente prescrito por médicos para tratar condições como insuficiência adrenal, distúrbios eletrolíticos e certos tipos de hipertensão. No entanto, o uso deste hormônio deve ser estritamente conforme a orientação médica, uma vez que o uso inadequado pode causar efeitos colaterais graves. Sempre siga as instruções do seu médico em relação à dose e ao tempo de uso da aldosterona.

Média de Preço do Aldosterona - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Aldosterona em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 30,00
  • EUA: $ 8,00
  • Euro: € 7,00

Os preços do Aldosterona podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Aldosterona?

Hormônio produzido pelas glândulas adrenais que regula o equilíbrio de sódio e potássio no organismo.

As informações do Aldosterona são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese