Afamelanotida - Informações

O Afamelanotido é um implante subcutâneo injetável utilizado para mitigar a fototoxicidade secundária à protoporfiria eritropoiética (EPP). Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Afamelanotida, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Afamelanotida

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Afamelanotida:

  • Nome: Afamelanotida
  • Nome em Inglês: Afamelanotide
  • Nome Genérico: Afamelanotide
  • Tipo: Small Molecule
  • Fórmula Química: C78H111N21O19

Informações Avançadas:

  • Nome químico: N-Acetyl-Alpha-MSH
  • Formula molecular: C78H111N21O19
  • Peso molecular: 1646.825 g/mol
  • Classe terapêutica: Peptídeo bioativo
  • Mecanismo da ação: Estimula a produção de melanina na pele
  • Forma de administração: Implantes subcutâneos

Afamelanotida - História, Descoberta e Origem

A afamelanotida é um medicamento que foi desenvolvido com a finalidade de tratar a doença rara conhecida como Eritropoiese Protoporfiria (EPP). Essa doença é caracterizada por uma sensibilidade extrema à luz solar, causando queimaduras e lesões na pele. A origem desse medicamento remonta ao ano de 1980, quando a EPP foi descoberta. Na época, não havia nenhum tratamento eficaz para a doença e os pacientes sofriam muito com as consequências da exposição à luz solar. Foi então que, em 1995, um grupo de pesquisadores conseguiu identificar a causa da EPP: uma mutação genética que afeta a produção de uma enzima chamada ferroquelatase, responsável por metabolizar a protoporfirina, substância que se acumula na pele e causa os sintomas da doença. A partir dessa descoberta, iniciaram-se os estudos para encontrar uma forma de tratar a EPP. Em 2000, pesquisadores australianos conseguiram sintetizar a afamelanotida, um análogo sintético do hormônio estimulante alfa-melanócito (α-MSH), que é responsável pela pigmentação da pele. Foi então que a afamelanotida começou a ser estudada como um possível tratamento para a EPP. Em 2009, após diversos estudos clínicos, o medicamento foi aprovado pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA) para o tratamento da doença. Hoje, a afamelanotida é comercializada em diversos países, incluindo Estados Unidos, Canadá, Austrália e em alguns países europeus. Seu uso é indicado para pacientes com EPP que apresentam sintomas graves e não conseguem controlar a doença com medidas de proteção solar e dieta específica. Além disso, a afamelanotida também está sendo estudada para o tratamento de outras doenças relacionadas à sensibilidade à luz, como a xeroderma pigmentoso e o lúpus eritematoso discoide. É um medicamento que trouxe esperança e qualidade de vida para os pacientes com EPP, que antes não tinham opções de tratamento eficaz para sua condição.

Indicações de uso - Afamelanotida

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Afamelanotida:

  • Afamelanotida é um medicamento utilizado para tratar a doença rara conhecida como Eritropoiese Protoporfírica (EPP).
  • Este medicamento ajuda a aumentar a tolerância da pele à luz solar, reduzindo os sintomas da EPP.
  • Afamelanotida também pode ser utilizado para prevenir danos causados pela luz solar em pacientes com EPP.
  • Este medicamento é administrado através de injeções subcutâneas, geralmente uma vez por mês.
  • Afamelanotida não é recomendado para pacientes com histórico de câncer de pele ou alergia a algum dos componentes da fórmula.
  • Pacientes que utilizam afamelanotida devem evitar a exposição ao sol e usar sempre protetor solar de amplo espectro.
  • O uso de afamelanotida pode causar efeitos colaterais como náuseas, dor de cabeça e reações no local da injeção.
  • É importante seguir corretamente as orientações do médico e realizar exames periódicos durante o tratamento com afamelanotida.

Efeitos Colaterais - Afamelanotida

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Afamelanotida

  • Dor de cabeça
  • Náusea
  • Vômitos
  • Dor no local da injeção
  • Fadiga
  • Tontura
  • Diarreia
  • Coceira
  • Erupções cutâneas
  • Dor muscular
  • Alterações na cor da pele
  • Aumento da sensibilidade à luz
  • Alterações na pressão arterial
  • Insônia
  • Ansiedade
  • Depressão
  • Alterações no apetite
  • Alterações no ciclo menstrual
  • Aumento do risco de melanoma

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Afamelanotida não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Afamelanotida?

  • Gravidez e amamentação
  • Hipersensibilidade à afamelanotida
  • Doenças hepáticas
  • Doenças renais
  • Doenças cardiovasculares
  • Uso de medicamentos fotossensibilizantes
  • Histórico de melanoma ou outros tipos de câncer de pele

Como Usar Afamelanotida

Lembre-se de que a Afamelanotide é um medicamento que normalmente é prescrito por um médico especializado. Siga sempre as instruções e a dosagem prescritas pelo seu médico. Geralmente, a Afamelanotide é administrada por injeção sob a pele, geralmente uma vez a cada dois meses, conforme prescrito pelo médico. Certifique-se de seguir as instruções do seu médico e de receber treinamento adequado sobre como auto-administrar o medicamento, se aplicável. Sempre consulte o seu médico se tiver dúvidas sobre como usar a Afamelanotide.

Média de Preço do Afamelanotida - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Afamelanotida em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 1.500,00
  • EUA: $500,00
  • Euro: €450,00

Os preços do Afamelanotida podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Afamelanotida?

O Afamelanotido é um implante subcutâneo injetável utilizado para mitigar a fototoxicidade secundária à protoporfiria eritropoiética (EPP).

As informações do Afamelanotida são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese