Ácido algínico - Informações

O ácido algínico é um polímero natural derivado de algas marinhas. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Ácido algínico, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Ácido algínico

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Ácido algínico:

  • Nome: Ácido algínico
  • Nome em Inglês: Alginic acid
  • Nome Genérico:
  • Tipo: (Alginate)n (Alginate)n+1 algin alginate Alginic acid Norgine
  • Fórmula Química:

Informações Avançadas:

  • Nome químico: Ácido alginico
  • Formula molecular: (C6H8O6)n
  • Peso molecular: Variável, dependendo do grau de polimerização
  • Classe terapêutica: Agente demulcente
  • Mecanismo da ação: Formação de um gel viscoso protetor na mucosa gastrointestinal
  • Forma de administração: Oral

Ácido algínico - História, Descoberta e Origem

O ácido algínico é um composto químico de origem natural, sendo um polissacarídeo presente em diversas espécies de algas marinhas, principalmente do gênero Phaeophyceae. Ele também é conhecido como ácido alginato ou alginato de sódio, dependendo da sua forma de sal.

A história do ácido algínico começa no século XIX, quando foi descoberto pelo químico escocês E.C.C. Stanford em 1881. Ele estava estudando as propriedades das algas marinhas e notou que elas possuíam uma substância que tinha uma consistência semelhante a um gel. Essa substância foi isolada e identificada como ácido algínico.

No entanto, foi apenas na década de 1920 que o ácido algínico começou a ser produzido em larga escala. Nesse período, a indústria têxtil estava em busca de um material que pudesse substituir o amido na produção de tecidos. Foi então que descobriram que o ácido algínico poderia ser utilizado como um espessante natural, dando origem ao alginato de sódio.

Com o avanço da tecnologia, o ácido algínico passou a ser utilizado em diversas outras aplicações, como na indústria alimentícia, farmacêutica, cosmética e até mesmo na produção de bioplásticos. Ele é considerado uma substância versátil, pois pode ser utilizado como emulsificante, estabilizante, agente de textura e até mesmo para controlar a viscosidade de líquidos.

Hoje, a produção de ácido algínico é feita principalmente em países como China, Noruega e Espanha, onde as algas marinhas são abundantes. A extração do ácido algínico é feita a partir da lavagem e secagem das algas, seguida de um processo químico para extrair o polissacarídeo puro.

Além de ser uma substância natural e biodegradável, o ácido algínico também possui propriedades benéficas para a saúde. Ele é rico em minerais, como cálcio, magnésio e sódio, e pode ser utilizado como um suplemento alimentar para melhorar a saúde óssea e prevenir doenças.

Em resumo, o ácido algínico é uma substância de origem natural com diversas aplicações industriais e benefícios para a saúde. Sua descoberta e evolução ao longo dos anos demonstram a importância das algas marinhas na nossa vida e na indústria, e como a ciência pode encontrar soluções sustentáveis a partir da natureza.

Indicações de uso - Ácido algínico

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Ácido algínico:

  • É um composto químico utilizado para estabilizar alimentos e bebidas, atuando como espessante e emulsificante.
  • É indicado para pessoas que possuem problemas de refluxo gástrico e gastrite, pois forma uma camada protetora no estômago.
  • Também é utilizado em produtos cosméticos, como cremes e loções, para dar consistência e textura.
  • Pode ser encontrado em medicamentos para tratamento de constipação intestinal, pois possui propriedades laxativas.
  • É utilizado na agricultura como agente de retenção de água no solo e na produção de fertilizantes.
  • Na indústria têxtil, é usado como agente de engomagem e amaciante de tecidos.
  • É um ingrediente comum em produtos de limpeza, como detergentes e amaciantes de roupas.
  • Em odontologia, é utilizado para fazer moldes de próteses dentárias e como agente hemostático em procedimentos cirúrgicos.
  • Pode ser utilizado em produtos de higiene pessoal, como xampus e condicionadores, para dar consistência e facilitar a aplicação.
  • É um ingrediente comum em produtos farmacêuticos, como comprimidos e cápsulas, para dar consistência e facilitar a ingestão.

Efeitos Colaterais - Ácido algínico

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Ácido algínico

  • Dor de estômago
  • Náusea
  • Vômito
  • Diarreia
  • Flatulência
  • Constipação
  • Reações alérgicas, como coceira e erupções cutâneas
  • Inchaço da língua, garganta ou rosto
  • Dificuldade para respirar
  • Tontura
  • Desidratação
  • Alterações no equilíbrio eletrolítico
  • Interações com outros medicamentos

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Ácido algínico não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Ácido algínico?

  • Intolerância ou alergia ao ácido algínico
  • Doenças renais
  • Doenças hepáticas
  • Gravidez e amamentação
  • Uso de medicamentos que interagem com o ácido algínico

Como Usar Ácido algínico

O ácido algínico pode ser usado de várias maneiras, dependendo da aplicação desejada. Aqui estão algumas maneiras comuns de utilizá-lo: 1. Como estabilizante e espessante em alimentos: Adicionar uma pequena quantidade de ácido algínico a alimentos líquidos, como molhos, sopas e saladas, para aumentar sua viscosidade e estabilidade. 2. Em encapsulamento de fármacos: O ácido algínico pode ser utilizado na formulação de cápsulas e comprimidos para criar uma cobertura protetora ou para controlar a liberação de medicamentos no organismo. 3. Em impressão 3D: Algumas formulações de impressão 3D utilizam ácido algínico como material de suporte temporário, que pode ser removido após a impressão. É importante seguir sempre as recomendações específicas de utilização do ácido algínico para a aplicação desejada, e consultar um especialista se necessário.

Média de Preço do Ácido algínico - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Ácido algínico em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 20,00
  • EUA: $10,00
  • Euro: €15,00

Os preços do Ácido algínico podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Ácido algínico?

O ácido algínico é um polímero natural derivado de algas marinhas.

As informações do Ácido algínico são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese