Acepromazina - Informações

Acepromazina é um medicamento utilizado como tranquilizante e sedativo. Nessa página você tem acesso a todas as informações sobre Acepromazina, como indicações de uso, contraindicações, efeitos colaterais, informações químicas, preço, história, origem, efeitos e outros. 

Índice de Conteúdo
- Informações
- História
- Indicações
- Efeitos Colaterais
- Contra Indicações
- Como Usar
- Média de Preço
- Outras Substâncias
- FAQ

Informações Básicas do Acepromazina

Veja abaixo todos os detalhes e informações sobre Acepromazina:

  • Nome: Acepromazina
  • Nome em Inglês: Acepromazine
  • Nome Genérico:
  • Tipo:
  • Fórmula Química: C19H22N2OS

Informações Avançadas:

  • Nome Químico: Acepromazina
  • Fórmula Molecular: C19H22N2O
  • Peso Molecular: 294.39 g/mol
  • Classe Terapêutica: Agente Tranquilizante e Sedativo
  • Mecanismo de Ação: Atua como agonista dos receptores de dopamina e como antagonista dos receptores de serotonina
  • Forma de Administração: Oral, intravenosa, intramuscular

Acepromazina - História, Descoberta e Origem

A acepromazina é um medicamento psicotrópico utilizado principalmente em animais, mas também pode ser utilizado em humanos. Seu nome químico é 1-(10H-fenotiazin-10-il)-N,N-dimetilpropan-2-amina e é conhecida comercialmente como ACP ou Acepran.

Foi sintetizada pela primeira vez em 1950 pelo químico francês Paul Charpentier e sua equipe. Inicialmente, a acepromazina foi desenvolvida para ser utilizada em humanos como um tranquilizante e sedativo. No entanto, logo foi descoberto que ela também possuía efeitos antipsicóticos e antieméticos, o que a tornou um medicamento útil no tratamento de diversas condições psiquiátricas e náuseas.

No entanto, foi na medicina veterinária que a acepromazina encontrou seu principal uso. Ela é amplamente utilizada em cães e gatos para o tratamento de ansiedade, agitação e comportamentos agressivos. Além disso, a acepromazina é um dos principais componentes de medicamentos tranquilizantes utilizados em animais durante procedimentos cirúrgicos ou em situações de estresse, como viagens ou mudanças de ambiente.

A acepromazina age no sistema nervoso central, atuando como um antagonista dos receptores dopaminérgicos e serotoninérgicos. Isso significa que ela bloqueia a ação desses neurotransmissores, resultando em um efeito calmante e sedativo no animal.

Apesar de ser um medicamento amplamente utilizado, a acepromazina pode causar alguns efeitos colaterais, como hipotensão, bradicardia, sedação excessiva e até mesmo reações alérgicas em alguns animais. Por isso, é importante que o medicamento seja prescrito por um médico veterinário e que seja administrado na dose correta e com acompanhamento adequado.

Em resumo, a acepromazina é um medicamento com uma história interessante, que começou como um tranquilizante para humanos e acabou se tornando um dos principais aliados dos veterinários no tratamento de ansiedade e comportamentos agressivos em animais. Seu uso é amplamente difundido e pode trazer muitos benefícios, desde que seja utilizado com responsabilidade e sob orientação profissional.

Indicações de uso - Acepromazina

Veja abaixo em quais ocasiões é recomendado o uso de Acepromazina:

  • Para que serve:
    • Tranquilizante e sedativo para animais;
    • Redução da ansiedade e do estresse;
    • Redução dos sintomas de agressividade;
    • Facilita a manipulação e o manejo de animais;
    • Reduz a excitação e o medo durante procedimentos veterinários;
    • Alívio de sintomas de náusea e vômito;
    • Redução da pressão arterial e frequência cardíaca;
    • Tratamento de distúrbios comportamentais e compulsivos em animais;
  • Indicações:
    • Uso em cães, gatos e outros animais de estimação;
    • Em casos de ansiedade, agressividade e estresse;
    • Antes de procedimentos veterinários, como cirurgias e exames;
    • Para facilitar o transporte de animais;
    • No tratamento de distúrbios comportamentais e compulsivos em animais;
    • Em casos de náusea e vômito em animais;

Efeitos Colaterais - Acepromazina

Veja abaixo alguns efeitos colaterais do Acepromazina

  1. Sonolência
  2. Sedação
  3. Confusão
  4. Depressão respiratória
  5. Convulsões
  6. Alterações na pressão arterial
  7. Tremores
  8. Alterações no sistema digestivo
  9. Reações alérgicas
  10. Alterações na coagulação sanguínea

Vale lembrar que os efeitos colaterais do Acepromazina não significa necessariamente que você vai sentir esses sintomas. Em casos raros alguns sintomas podem aparecer,

ContraIndicações - Acepromazina?

  • Gravidez
  • Lactação
  • Insuficiência hepática
  • Insuficiência renal
  • Glaucoma
  • Hipertensão arterial

Como Usar Acepromazina

A acepromazina é um medicamento utilizado em cães e gatos para ajudar no controle de náuseas, vômitos, ansiedade e para sedação antes de procedimentos médicos. É importante sempre seguir a prescrição do veterinário ao administrar a acepromazina, pois a dosagem varia de acordo com o tamanho e a condição do animal. Geralmente, é administrada por via oral ou injetável, e é importante seguir as instruções cuidadosamente para garantir a segurança e eficácia do medicamento. Sempre consulte um veterinário antes de usar a acepromazina em seu animal de estimação.

Média de Preço do Acepromazina - Quanto Custa?

Abaixo temos uma lista com a média de preço do Acepromazina em diferentes países, levando em consideração que esse valor pode estar bem diferente da realidade, com uma margem de erro de 50% a 100% mais caro ou mais barato.

  • Brazil: R$ 15,00
  • EUA: $10,00
  • Euro: €8,00

Os preços do Acepromazina podem ter diferenças gritantes de um país para o outro, dependendo da sua política de preços e volatilidade. Essa lista de preço é apenas para dar uma noção se o produto é caro ou barato na sua região.


FAQ - Perguntas e Respostas

O que é Acepromazina?

Acepromazina é um medicamento utilizado como tranquilizante e sedativo.

As informações do Acepromazina são verdadeiras?

As informações sobre o medicamento contidas nessa página podem não refletir total realidade, visto que pesquisas são atualizadas constantemente e informações podem divergir de diferentes bancos de dados, por esse motivo recomendamos consultar sempre a bula do medicamento e utilizar apenas com auxilio médico.

pt_BRPortuguese